Síndrome do intestino irritável: sintomas comuns e como tratar

22 de novembro de 2018

|

POR Vinícius De Vita

A síndrome do intestino irritável é uma doença crônica do trato digestivo que afeta ambos os intestinos – grosso e delgado – e que não tem uma causa única e bem definida, tampouco apresenta sintomas diferentes dos que se manifestam em outros distúrbios intestinais. Até agora, porém, a medicina conseguiu identificar uma série de fatores que, juntos, podem estar por trás do desenvolvimento da síndrome.

Confira mais informações sobre causas, sintomas comuns, formas de diagnóstico, tratamento e como prevenir a doença.

O que causa a síndrome do intestino irritável?

Problemas intestinais são muito comuns e muitos deles estão diretamente relacionados às próprias funções dos intestinos grosso e delgado.

Na síndrome do intestino irritável, as contrações dos músculos que revestem a parede destes órgãos durante a digestão dos alimentos são mais fortes e podem durar mais tempo do que o normal. Este cenário leva ao surgimento dos sintomas típicos de disfunções intestinais, como dor abdominal e a presença de gases.

No entanto, também pode ocorrer exatamente o oposto: as contrações musculares podem ocorrer de forma menos intensa, o que retarda a digestão dos alimentos e leva à formação de fezes mais endurecidas – outro sintoma bastante comum da síndrome.

Apesar de especialistas ainda não terem encontrado causas prováveis para a síndrome do intestino irritável, alguns fatores parecem estar relacionados, como estresse, consumo de alimentos específicos, mudanças hormonais e outros problemas de saúde, a exemplo da gastroenterite. Entenda:

Estresse

Quem sofre da síndrome do intestino irritável diz que, em situações de estresse, os sintomas costumam se agravar. Parece haver indícios, portanto, que este pode ser um desencadeador de crises da doença.

Alimentação

Da mesma forma, é comum ouvir queixas associadas à doença após o consumo de alguns alimentos específicos. No entanto, o que faz mal para algumas pessoas nem sempre é o que faz mal a outras. Ainda assim, não se sabe ao certo se intolerância alimentar seja a resposta para esta questão.

Alguns alimentos que podem servir de gatilho para o surgimento dos sintomas da síndrome do intestino irritável são especiarias, gorduras, chocolate, frutas, feijão, repolho, couve-flor, leite, bebidas gaseificadas, álcool, entre outros.

Mudanças hormonais

Especialistas acreditam que mudanças hormonais típicas da menstruação ajudam a desencadear alterações nas contrações musculares dos intestinos grosso e delgado. Por esta razão, mulheres são duas vezes mais propensas a apresentar a doença do que homens.

Doenças

Episódios de diarreia e o diagnóstico de outros problemas de saúde, como gastroenterite, também parecem estar por trás da síndrome do intestino irritável – bem como a proliferação acima do normal de bactérias que vivem naturalmente nos intestinos.

Fatores de risco

Apesar de mudanças hormonais serem uma das prováveis causas da doença, não há indícios de que a menopausa, por exemplo, seja uma das situações em que as mulheres notam agravamento dos sintomas. Assim, a síndrome acaba sendo mais comum em pessoas jovens do sexo feminino – geralmente até os 45 anos, em média.

Ter histórico familiar da doença e algum distúrbio psiquiátrico, como ansiedade e depressão, também são fatores de risco para a síndrome do intestino irritável.

Sintomas mais comuns

 

Dor intestinal.

Tharakorn/IStock

Os sinais característicos da doença costumam variar de pessoa para pessoa e incluem:

  • Dor abdominal
  • Cólicas
  • Gases
  • Inchaço na região da barriga
  • Diarreia ou constipação – e às vezes alternando ambos
  • Fezes com muco

Podem haver fases assintomáticas da doença, já que é um problema de saúde crônico cuja intensidade varia de acordo com o estilo de vida e outros fatores.

Como é o diagnóstico?

Os sintomas são de grande ajuda para o diagnóstico da síndrome do intestino irritável, mas exames são necessários para eliminar outras possibilidades e entender exatamente o que está causando o problema.

Os principais são exames de sangue, que fazem a contagem dos glóbulos brancos e vermelhos presentes na corrente sanguínea, e de fezes, que ajudam a descartar possíveis infecções.

Em outros casos, pode ser necessário realizar testes mais complexos, como endoscopia e colonoscopia, além de radiografias do trato gastrointestinal e tomografia computadorizada.

Qual médico procurar?

Clínico geral ou proctologista são profissionais habilitados para tratar o problema.

Como é o tratamento?

Como não se sabe exatamente o que está por trás da síndrome do intestino irritável, a linha de tratamento muitas vezes visa aliviar e prevenir os sintomas e/ou tratar algum problema de saúde que possa estar aumentando a recorrência das crises.

Dieta e novos hábitos

Assim, mudanças no estilo de vida são imprescindíveis para a melhora do quadro. Comer seguindo uma dieta balanceada e com poucos alimentos fermentáveis, praticar atividade física com regularidade, beber muito líquido, evitar alimentos gordurosos, não exagerar no álcool e não fumar são algumas das medidas recomendadas.

Remédios

Além disso, pode ser necessário tomar medicamentos para prevenir e afastar os sintomas, como suplementos de fibra, remédios anticolinérgicos, antiespasmódicos e antidepressivos. Estes, porém, só podem ser prescritos por um médico.

Tem cura?

A síndrome do intestino irritável é uma doença crônica e, portanto, não tem cura e necessita de tratamento para toda a vida. Quando seguido de forma correta, no entanto, os sintomas tendem a ficar cada vez menos frequentes e podem, até mesmo, desaparecer por completo ao longo do tempo.

Possíveis complicações

A síndrome do intestino irritável não provoca danos permanentes aos intestinos grosso e delgado, mas seus sintomas, como diarreia, podem levar ao surgimento de algumas complicações tratáveis, como hemorroidas.

Outras possíveis complicações decorrentes da doença incluem diferentes tipos de anemia e desnutrição.

Tem como prevenir?

A melhor forma de evitar a síndrome do intestino irritável é levando um estilo de vida saudável e sem excessos.

Conhecer seu histórico médico, inclusive, ajuda a rastrear este e possíveis outros problemas de saúde. Na dúvida, porém, é sempre válido evitar vícios, a má alimentação e o sedentarismo – que são porta de entrada para diversas complicações.

Fontes

Ministério da Saúde

Federação Brasileira de Gastroenterologia. Síndrome do Intestino Irritável. Disponível em:http://www.fbg.org.br/Busca/Resultado/buscar?valorBusca=s%C3%ADndrome+do+intestino+irrit%C3%A1vel