Sangue na urina: o que pode ser? Infecção e mais 5 causas

29 de janeiro de 2019

|

POR Manuela Sampaio

A presença de sangue no xixi, conhecida também pelo nome médico “hematúria”, é um sintoma que pode estar relacionado às mais diversas causas. Algumas são simples de serem resolvidas, em outros casos, no entanto, podem ser preocupantes. A seguir, saiba o que pode ser sangue na urina.

O que pode ser sangue na urina?

O urologista Francisco Kanasiro, diretor da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo, explica que entre as principais causas de sangramento deste gênero estão infecções urinárias, pedras nos rins, tumores de bexiga, hiperplasia benigna da próstata, doenças nefrológicas e outros acometimentos sistêmicos crônicos.

Infecção urinária

Infecção urinária é a principal causa de sangue no xixi e é acompanhada de outros sintomas que iniciam de maneira aguda, como ardência para urinar, dor no pé da barriga e aumento da micção.

Pode acometer qualquer faixa etária e gênero, sendo mais frequente em mulheres com vida sexual ativa, nas pacientes menopausadas e nos homens acima de 50 anos de idade.

O tratamento é baseado no uso de antibióticos e analgésicos. Se não tratada adequadamente, pode levar à infecção generalizada.

Pedra nos rins

A pedra ou o cálculo das vias urinárias pode gerar sangue na urina, principalmente quando se desloca do rim para a bexiga.

Nesta situação, pode haver obstrução do ureter, canal que transporta a urina do rim para a bexiga, causando dor aguda e muito intensa – costuma ser pior que a dor do parto –, náuseas e vômitos.

O tratamento é feito com analgésicos, anti-inflamatórios, anti-eméticos (que controlam enjoo) e hidratação. Dependendo do tamanho e da localização, a pedra é eliminada espontaneamente, caso contrário pode ser necessário a retirada cirúrgica da mesma, que na maioria dos casos é realizada por técnicas minimamente invasivas.

Tumores na bexiga

Os tumores de bexiga são relativamente raros e causam sangramento urinário importante e com coágulos. Acometem com mais frequência pacientes tabagistas crônicos e acima dos 50 anos de idade.

O tratamento inicial é cirúrgico, fazendo-se a raspagem do tumor via transuretral. Pode ser necessária a complementação com imunoterapia ou quimioterapia. Caso não tratado, pode levar à perda sanguínea importante, metástases em outros órgãos e morte.

Hiperplasia benigna de próstata

A hiperplasia benigna da próstata acomete homens acima de 40 anos de idade e pode causar sangue na urina, dificuldade e aumento da frequência de micção.

O tratamento pode ser medicamentoso com uso de alfa-bloqueadores e inibidores da 5-alfa-redutase ou cirúrgico. Caso não tratada, pode levar à retenção urinária, infecção urinária, pedra na bexiga e até insuficiência renal.

Doenças nefrológicas

Doenças nefrológicas e outras sistêmicas crônicas, como hipertensão e diabetes, podem levar a um sangramento urinário tão microscópico que só pode ser identificado no exame de urina. Ou seja, o paciente raramente nota alteração.

O tratamento consiste principalmente em controlar a doença de base.

Outros fatores

Outras situações podem alterar a cor da urina, como alimentos e medicamentos. A hematúria pode ainda ser causada por esforços físicos intensos.

Pode ser gravidez?

A gravidez em si não causa sangue na urina. Se uma gestante o presenciar, pode ser sinal de infecção urinária ou pedra nos rins.

É importante diferenciar ainda sangramentos vaginais durante a micção da hematúria de fato, que é o sangue que vem do aparelho urinário. Caso perceba o sintoma, procure um médico com rapidez.

Sintomas associados

O sintomas associados ao urinar sangue vão depender da causa por trás dele.

Caso haja infecção, por exemplo, possivelmente haverá ardência ao urinar. No caso de pedra nos rins, pode haver dor intensa. Já em quadros de tumores na bexiga, o sangramento tende a ser maior e com presença de coágulos.

Diagnóstico

O primeiro passo para determinar a causa do problema é se consultar com um médico que, com base na história contada pelo paciente, irá solicitar alguns exames. Um dos mais comuns é a urocultura.

Exames de imagem, como a ultrassonografia e a ressonância magnética, também podem ser indicados.

Quando procurar um médico?

Em casos de sangue na urina, o médico sempre deverá ser procurado. A depender da causa, urologista ou nefrologista podem tratar o problema, mas ginecologistas também costumam ajudar pacientes com o sintoma.

Caso o problema persista ou venha acompanhado de coágulos, febre, dor e retenção urinária, é recomendado buscar ajuda médica imediatamente.

Tratamentos

Os tratamentos dependem da causa e podem variar desde uso de medicação antibiótica até cirurgia e quimioterapia.

Possíveis complicações

As complicações são as mais variadas.

Uma infecção urinária não tratada, por exemplo, pode espalhar-se pelo corpo. Já as pedras nos rins podem alterar a função renal. Em casos graves, há insuficiência renal e choque séptico.

Prevenção

Consultas periódicas com o urologista são indicadas, principalmente para pessoas no grupo de risco para alterações causadoras de hematúria, como as com pressão alta ou acima de 40 anos.

Vale também manter hábitos de vida saudáveis, como manter alimentação balanceada, praticar exercícios físicos de forma equilibrada e não fumar.

 

Fontes

Urologista Francisco Kanasiro, diretor da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo. CRM 79157/SP