Queda de cabelo: causas e como tratar com remédios, vitaminas e mais

18 de julho de 2019

|

POR Bruno Botelho dos Santos

Queda de cabelo é um problema comum que afeta tanto homens quanto mulheres. Todos os dias, são perdidos de 50 a 100 fios devido à necessidade natural de renovação do organismo, porém quedas maiores merecem atenção especial pois podem estar relacionadas a doenças.

Homens de meia idade, em geral, costumam vivenciar mais a queda progressiva de cabelos, porém ela pode afetar pessoas de qualquer sexo e faixa etária. Felizmente, há maneiras efetivas de lidar com o problema.

Causas de queda de cabelo

As principais causas para queda de cabelo são doenças no couro cabeludo (como alopécia, foliculite e dermatite seborreica), estresse, hereditariedade e procedimentos químicos. Há também outros fatores, como carências vitamínicas e estados inflamatórios, que podem gerar o problema. Saiba mais sobre cada um a seguir:

Alterações hormonais

Gravidez, pós-parto e menopausa são períodos de grandes variações hormonais que frequentemente resultam em queda de cabelo.

Carência de nutrientes

Carências vitamínicas podem gerar queda de cabelo, especialmente as que não são facilmente tratadas com polivitamínicos gerais, como de ferro, complexo B e vitamina D.

Doenças

Várias condições podem causar perda de cabelo permanente ou temporária, como problemas na tireoide, doenças autoimunes, infecções no couro cabeludo, tricotilomania – distúrbio que envolve o impulso de puxar o cabelo –, micoses e alopécia aerata – condição que ocorre quando o sistema imunológico ataca os folículos pilosos.

Evento estressante

Muitas pessoas começam a ter queda de cabelo após traumas ou períodos de estresse intenso, embora na maioria dos casos os fios voltem a crescer após reequilíbrio emocional. Além disso, estresse é um agravante para todas as causas do sintoma.

Genética

Queda de cabelo muitas vezes ocorre por fatores hereditários relacionados ao envelhecimento. Nesse caso, é comum surgir uma linha fina e calva próxima à testa nos homens e cabelos ralos em mulheres.

Medicamentos e suplementos

Efeitos colaterais de certos medicamentos também envolvem queda de cabelo, como no caso dos utilizados ​​para tratamento de câncer, artrite, depressão, problemas cardíacos, gota e pressão alta.

Penteados presos

Penteados que prendem o cabelo, como tranças e coques, geram traumas que podem resultar na queda dos fios, situação chamada de alopecia de tração.

Procedimentos capilares

Procedimentos químicos, como escova progressiva e os que usam óleos quentes, podem causar inflamação que se reverte em calvície temporária ou, se ocorrer cicatrização, permanente.

Radioterapia na cabeça

Após passar por radioterapia – tratamento para câncer que usa radiação para impedir que células malignas se proliferem – na cabeça, o cabelo pode não crescer como antes.

Como identificar queda de cabelo anormal?

Os sinais incluem desgaste gradual no topo da cabeça, manchas calvas circulares ou irregulares e cabelo se soltando repentinamente e frequentemente.

Tais perdas podem ser progressivas ou imediatas, temporárias ou permanentes, assim como atingir somente as madeixas ou todo o corpo.

Quanto de cabelo é normal cair?

Uma pessoa pode perder de 50 a 100 fios de cabelo diariamente sem que isso seja relacionado a problemas de saúde. Em quedas maiores que 100 fios por dia é indicado procurar um médico especialista para investigar o quadro.

Tratamentos

Fios da cabelo no couro cabeludo escassos e, ao lado, abundantes.
kckate16/Shutterstock

O tratamento depende da causa, portanto é necessário que um diagnóstico seja dado por um especialista após exames físicos e laboratoriais.

Os tratamentos mais comuns são feitos com medicamentos e suplementos, mas há também procedimentos cirúrgicos, como implante capilar.

Remédio para queda de cabelo

Se a queda de cabelo for causada por doença subjacente, o tratamento pode incluir remédios para reduzir inflamação e suprimir o sistema imunológico.

Se algum medicamento causar o problema, o médico pode aconselhar a interrupção do uso por pelo menos três meses.

Vitamina para queda de cabelo

Deficiências nutricionais que causam queda de cabelo podem ser tratadas com suplementos vitamínicos.

Implante capilar

Para o tipo mais comum de queda de cabelo permanente, motivado por genética, o transplante pode ser a solução. Nele, um dermatologista ou cirurgião plástico remove fios da parte de trás ou lateral do couro cabeludo e os implanta nas áreas calvas.

Terapia com laser

Um dispositivo de laser de baixo nível pode ser resolver o problema tanto em homens quanto em mulheres, já que melhora a densidade das madeixas.

Shampoo e produtos

Alguns shampoos e cosméticos prometem o fim da queda de cabelo, todavia eles não são suficientes em casos com origem patológica.

Como evitar queda de cabelo?

Algumas medidas e mudanças de hábitos são essenciais para evitar queda de cabelo, como:

  • Manter os fios limpos
  • Utilizar produtos certos para cada tipo de cabelo
  • Evitar amarrar as madeixas ainda molhadas
  • Reduzir o estresse, ansiedade e depressão
  • Evitar a ingestão de álcool e tabaco
  • Evitar químicas, como tinturas e alisamentos
  • Evitar uso de bonés e chapéus
  • Se alimentar adequadamente

Fonte

Dermatologista Michele Haikal, da Clínica Dra. Michele Haikal – CRM 111164