Uso de celular com cabeça inclinada pode causar lesão na cervical

26 de agosto de 2019

|

POR Ligia Lotério

Ao menos 37% dos brasileiros convivem com dor no pescoço gerada por postura inadequada ao mexer no celular. O dado nacional, divulgado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é maior do que a média mundial, que é 35%.

Esse é o motivo pelo qual profissionais da saúde alertam pacientes em relação à postura ao usar os aparelhos, a qual pode gerar dor crônica e lesões importantes na coluna cervical. Entenda:

Postura errada e celular

“O uso do celular faz com que a pessoa fique em uma posição viciosa, levando o pescoço a fazer uma flexão, que aumenta o peso carregado pela região”, contou o ortopedista Liége Mentz-Rosano, do Grupo Notedrame Intermédica, em conversa à Agência Brasil.

Segundo ele, posições neutras geram peso de cinco quilos no pescoço, enquanto as curvadas podem aumentar a carga para até 30 quilos, o que pode causar hérnia de disco, que é a degeneração dos discos intervertebrais, cuja função é amortecer o impacto para evitar lesões.

Como sintomas, há perda de força, dor e formigamento nos braços. Também podem haver dores de cabeça intensas.

Prevenção é a melhor maneira de evitar esses problemas. Por isso, vale manter postura correta ao manusear o celular, elevando-o na altura do olhar ou utilizando apoios. Ainda é recomendado alongar e fortalecer a musculatura por meio de exercícios específicos indicados por um profissional de educação física ou fisioterapeuta.