O que é bom para afta? Conheça os tratamentos

11 de outubro de 2018

|

POR Bruno Botelho dos Santos

Afta é um ferida na boca que gera ardência e dor. Embora seja benigna, pode ser muito incômoda e, portanto, conhecer alternativas para aliviar seu incômodo é fundamental. A seguir, descubra o que é bom para afta e como curá-la:

Como curar afta?

As aftas geralmente são inofensivas e não precisam de nenhum tratamento específico, já que desaparecem espontaneamente em até duas semanas. Entretanto, quando as lesões persistem por mais tempo é indicado procurar um médico ou odontologista para avaliar a possibilidade de o quadro se tratar de alguma doença, como câncer de boca.

Há diversas opções de tratamentos que controlam os sintomas, aceleram a cicatrização e reduzem o risco de complicações. Elas podem ser caseiras, tópicas ou orais.

Veja como tratar afta:

  • Uso de enxaguantes bucais
  • Uso de medicamentos para aliviar os sintomas, como anti-inflamatórios e analgésicos (somente com a prescrição de um especialista)
  • Aplicação de pomada, creme ou gel (prescritos por um profissional da saúde)
  • Medicamentos para reduzir a acidez do estômago (se as aftas tiverem a ver com algum problema gastrointestinal)
  • Opções caseiras, como gelo e preparações com bicarbonato de sódio ou sal

O que é bom para afta?

A seguir, saiba mais sobre cada uma das alternativas para curar afta:

 

bicarbonato de sódio

Geo-grafika/Getty Images

Enxaguantes bucais

Enxaguantes bucais são importantes complementos à limpeza bucal e têm poder de aliviar o desconforto das aftas.

Contudo, para obter indicações precisas de produtos que tenham função analgésica e antibacteriana é necessário conversar com um odontologista. Geralmente, soluções deste tipo possuem lidocaína ou dexametasona.

Além disso, os enxaguantes não devem conter álcool, já que esse componente resseca a mucosa e, com isso, pode piorar o estado da afta.

Pomada, creme e gel

O uso tópico de algumas substâncias – como pomada, creme e gel – pode fazer com que as aftas deixem de ficar expostas na boca. A explicação é que, em contato com a pele, os produtos se tornam uma espécie de filme de celulose, o que é bom para afta já que a protege por determinado período.

Medicamentos

O uso de medicamentos ocorre, principalmente, para aliviar as dores causadas pelas aftas. Os anti-inflamatórios e analgésicos são os mais recomendados, mas há outros tipos.

Veja os principais remédios para afta:

  • Corticoides, como fluocinonida, clobetasol e triancinolona
  • Anti-inflamatórios, como amlexanox
  • Antibióticos, como sulfato de neomicina, tartarato de bismuto e tirotricina
  • Agentes cicatrizantes, como policresuleno
  • Anestésicos locais, como cinchocaína, procaína e benzocaína

Bicarbonato de sódio

O bicarbonato de sódio é uma substância com poder antisséptico que impede a contaminação por micróbios e combate infecções. Além disso, seu pH pode neutralizar os ácidos que irritam a afta, além de combater possíveis bactérias que favorecem com o quadro.

Sal

Usar sal na afta ajuda no processo de cura, amenizar infecções e impede a contaminação por agentes externos.

Só é preciso misturar uma colher de chá de sal em meio copo de água morna. Depois, enxague a boca com o líquido e cuspa.

Água oxigenada

A água oxigenada pode auxiliar no combate ao desconforto da ferida, já que também é antisséptica.

Ela pode ser utilizada de duas formas:

  • Molhe um cotonete na água oxigenada e, em seguida, aplique-o diretamente no local da ferida;
  • Faça gargarejo com uma solução que leva água comum e a oxigenada.

Gelo

O gelo é uma boa opção para aliviar os desconfortos e as dores causadas pelas aftas. Basta aplicá-lo diretamente na área que foi afetada.

Mel

O mel é outro remédio caseiro para afta muito eficiente por causa do efeito antisséptico.

Deve-se aplicar uma pequena quantidade sobre a lesão e repetir algumas vezes durante o dia.

Hábitos para ajudar na recuperação

Você ainda pode adotar algumas medidas para ajudar a curar afta.

Uma delas é evitar alimentos ácidos, cítricos ou muito condimentados (já que podem causar irritação na mucosa bucal). Ainda é importante evitar café, chocolate e refrigerantes.

Escovar os dentes de forma suave também é necessário, já que o atrito excessivo na escovação pode agravar o problema.