4 medidas importantes para manter a tireoide saudável

Atualizado em 23 de setembro de 2019

|

Não é difícil ouvir por aí termos como hipotireoidismo, hipertireoidismo e até mesmo tireoidite de Hashimoto. Como acometem a glândula tireoide, localizada no pescoço, que é responsável por diversas funções no organismo, esses problemas podem prejudicam muito a qualidade de vida, interferindo desde na manutenção do metabolismo até na estabilidade emocional.

Embora as disfunções na glândula possam ser fruto de fatores genéticos e não mutáveis, é possível investir em hábitos para reduzir sua chance de aparecimento e manter a tireoide saudável.

Como manter a tireoide saudável?

Metabolismo, fertilidade, ciclo menstrual, crescimento, memória, concentração e humor: tudo isso depende bastante da tireoide.

Há diversas condições que afetam essa glândula, sendo as principais o hipotireoidismo, que ocorre quando a tireoide fica pouco funcionante, e o hipertireoidismo, caracterizado pelo hiperfuncionamento.

A nutricionista funcional Patricia Davidson indica os principais cuidados para prevenir esses e outros problemas que acometem a estrutura:

Cuide do intestino

O intestino tem função importante para o organismo, já que é responsável pela absorção de nutrientes fundamentais para os hormônios da tireoide. Portanto, vale cuidar dele pelas seguintes medidas:

  • Consuma alimentos fermentados;
  • Invista em prebióticos e probióticos, que promovem a proliferação de bactérias benéficas ao corpo;
  • Consuma fibras;
  • Reduza a ingestão de carboidratos simples e alimentos gordurosos;
  • Prefira alimentos orgânicos, já que aditivos químicos e agrotóxicos estão relacionados à alteração da microbiota intestinal

Invista nesses 4 nutrientes

Iodo, selênio, ferro e tirosina são nutrientes essenciais para produção dos hormônios tireoidianos.

O primeiro pode ser encontrado em algas e frutos do mar, enquanto o segundo é comum em oleaginosas – como chia, linhaça, castanha-do-Pará e castanha-de-caju. Já o terceiro está presente em carnes vermelhas, brócolis e leguminosas. Por último, a tirosina pode ser encontrada no abacate, em castanhas e em queijos.

Evite chás provenientes da Camellia sinensis

Todos os chás provenientes da Camellia sinensis, como o vermelho, o preto, o branco e o verde, apresentam alto teor de fósforo, podendo interferir com a captação de iodo pela tireoide. Por isso, é importante evitar essa erva, substituindo-a por camomila, erva-doce, erva-cidreira, hortelã ou hibisco.

Mantenha o fígado sempre funcionando bem

A conversão de T4 para T3 acontece principalmente no fígado, portanto o órgão deve estar  funcionando bem.

Medidas para cuidar do fígado incluem evitar excesso de bebidas alcoólicas e só usar medicamentos de uso contínuo com orientação médica.

Além disso, alguns alimentos podem ativar as enzimas do fígado e potencializar sua ação, como couve, repolho, couve-de-Bruxelas, couve-flor, espinafre e frutas vermelhas.

Por fim, vale evitar alimentos ricos em agrotóxicos, optando pelos orgânicos, para cuidar da tireoide.