Infecção urinária após o sexo: por que ocorre e como evitar?

18 de janeiro de 2019

|

POR

Infecção do trato urinário (ITU), mais conhecida apenas como infecção urinária, é uma condição que acomete qualquer órgão do sistema urinário, que é formado pelos rins, ureteres, bexiga e uretra. Embora não seja uma Doença Sexualmente Transmissível (DST), frequentemente surge após a relação sexual. Entenda o porquê e saiba como se prevenir.

Sintomas

O tipo de infecção mais comum no trato urinário é a cistite, que permanece apenas na bexiga. Os principais sintomas são:

  • Dor ao urinar;
  • Ardência ao urinar;
  • Vontade de urinar frequente, com saída de quantidades pequenas de líquido;
  • Urgência em urinar;
  • Sangue na urina;
  • Desconforto no abdômen inferior.

Infecção urinária após o sexo: por que ocorre?

As relações sexuais aumentam o risco de infecções urinárias em mulheres. Isso se deve à anatomia feminina: a uretra, além de ser curta, tem sua abertura próxima ao ânus, facilitando a colonização de bactérias provenientes do trato gastrointestinal. Ou seja, esses micro-organismos migram pelo períneo, passando do ânus até as proximidades da uretra.

O ato sexual facilita ainda mais a migração de bactérias, tanto pela lubrificação quanto pelo contato com o pênis, havendo ou não penetração anal.

Como prevenir?

Existem maneiras muito fáceis e eficazes de evitar infecções urinárias, como:

  • Urinar após a relação sexual: o ato elimina as bactérias que podem causar infecções;
  • Sempre usar preservativo: ele é capaz de evitar contaminações de diversos tipos;
  • Trocar o preservativo para passar da penetração anal para a vaginal: a concentração de bactérias é bem maior no ânus, por isso a troca do preservativo é essencial.

Em caso de qualquer anormalidade, deve-se consultar um profissional da saúde o mais breve possível.

Fonte

Ginecologista Luciana Deister – CRM/RJ 838993