Dieta do coração: cuide melhor da sua saúde cardíaca

Atualizado em 07 de agosto de 2019

|

POR Redação

O coração é o órgão mais importante do corpo e aquele que, muitas vezes, acaba recebendo menos atenção. Se por um lado as refeições diárias garantem os nutrientes que você precisa para ter energia para o dia a dia e para os treinos, por outro a dieta pobre em nutrientes benéficos para o corpo pode trazer uma série de outras substâncias nocivas ao bom funcionamento do organismo e, em especial, à saúde cardíaca.

Por isso, é importante fazer uma dieta do coração, que seja saudável e consiga reunir alimentos e nutrientes que sejam benéficos para o órgão. Vamos conferir algumas dicas sobre.

A dieta do coração

Para manter uma dieta saudável para o coração é preciso incluir fibras, ômega-3 e antioxidantes com regularidade no café da manhã, almoço e jantar, sem se esquecer de moderar o consumo de alimentos mais calóricos e gordurosos como carne vermelha, embutidos e doces.

É claro que, às vezes, você sentirá aquela vontade incontrolável de comer alguma guloseima e isso não deve ser abolido dos seus hábitos. Mas tenha moderação para que o seu corpo não sofra com as consequências dos excessos. O costume de ingerir, todos os dias, alimentos pouco saudáveis nos intervalos entre as três refeições, ou antes de dormir, deve ser deixado de lado para que você viva melhor.

Para se manter na linha, basta ter em mente que, para manter a saúde em dia (e para fazer treinos mais proveitosos), é importante evitar a dose extra de gordura e de calorias que vem com os lanches e guloseimas que você come ao longo do dia ou nos minutos que antecedem o sono.

Por isso, troque a ingestão de doces industrializados, refrigerantes, salgados e sanduíches gordurosos, por frutas, cereais, bebidas naturais com pouco açúcar ou água em intervalos de três em três horas, pelo menos.

Dicas para a dieta do coração

Para adotar, na prática, uma dieta mais saudável para coração, reunimos algumas dicas do que incluir no café da manhã, no almoço e no jantar. As sugestões, a seguir, contam com alimentos capazes de prevenir as altas taxas de colesterol e diabetes, assim como a hipertensão e aterosclerose.

Café da manhã com pão integral, frutas e cereais

Para a primeira refeição do dia a dica é dar preferência ao pão integral, que é rico em fibras e menos calórico. Além disso, coma frutas como acerola, morango e laranja para ter mais energia para o dia que vem pela frente. Ricas em vitamina C, elas possuem ação antioxidante, o que diminui o risco de acúmulo de placas de gordura no interior das artérias, sendo bastante eficaz na prevenção da arteriosclerose.

O abacate é outra boa pedida. Ele ajuda na redução da taxa de homocisteína no sangue, cujo excesso compromete a circulação e aumenta o risco de coágulos ou de entupimento das artérias. Frutas ricas em potássio, como a banana, também ajudam a proteger a musculatura que forma o coração, além de serem ótimas pedidas para os corredores por darem energia e evitarem as câibras.

Cereais como aveia, chia, quinoa e semente de linhaça são outras apostas muito bem-vindas. Consumidos na forma integral ou em farelo, esses cereais atuam na redução do colesterol ruim, na prevenção de diabetes e são ricos em fibras, vitaminas e minerais. A quantidade ideal a ser consumida é de, pelo menos, duas colheres de sopa por dia. Eles ainda são bastante versáteis, já que podem ser batidos com leite, sendo um dos ingredientes de uma vitamina de frutas, por exemplo.

Almoço saudável

Para o almoço, a sugestão é o peixe. Tente trocar, regularmente, a carne bovina, de porco ou mesmo a de frango por atum, salmão, sardinha ou anchovas, afinal, esse tipo de alimento tem pouca gordura saturada (que eleva os níveis de colesterol ruim) e ainda oferece gorduras boas, como o ômega-3, que sempre faz muito bem ao coração.

Uma dica ainda mais saudável é consumir peixes acompanhados de ingredientes como tomate e azeite, que também são benéficos à saúde cardíaca. O alho é outra boa escolha, já que é rico em alicina e ajoene, substâncias que deixam o sangue mais fluido, diminuem a pressão arterial e dificultam a coagulação sanguínea.

Salada com azeite no jantar

Durante o jantar, uma salada temperada com azeite extra virgem é uma ótima pedida. Esse tempero é um grande aliado da saúde, já que, além de aumentar o colesterol bom, possui antioxidantes que combatem os radicais livres, o que ajuda na prevenção de doenças degenerativas como as cardíacas. A dica é ingerir uma colher de chá de azeite extra virgem por dia como tempero para salada ou como acompanhamento para fatias de pão.

O tomate é mais uma opção. Comum em saladas, ele faz bem ao sistema cardiovascular em função da quantidade de licopeno que possui, outro tipo de antioxidante que limpa as artérias e também bloqueia os radicais livres. Além disso, ainda possui fibras que reduzem o colesterol e melhoram o funcionamento do intestino.

Beba suco de uva natural ou vinho tinto

Ao final de cada refeição, sempre tome uma das duas bebidas, muito boas para o coração. Ricas em reservatrol, elas previnem o envelhecimento das células e combatem o colesterol ruim.

(Fonte: Daniel Magnoni, cardiologista e nutrólogo do Hospital do Coração)