Bolhas nos pés: veja maneiras simples de evitá-las

Atualizado em 16 de fevereiro de 2018

|

POR Pedro Lopes

Canelite, fraturas por estresse e tendinite são verdadeiros pesadelos para quem está acostumado a correr ou andar longas distâncias. Mas eventualmente também pode entrar em cena um inimigo menos preocupante, mas bastante incômodo: as bolhas nos pés.

Elas são ainda mais comuns em épocas mais quentes do ano, especialmente no verão. Mas, assim como existem formas de livrar-se delas rapidamente, também há maneiras eficazes de evitar que elas apareçam.

Por que as bolhas nos pés aparecem?

Segundo a dermatologista Natalia Cymrot, as altas temperaturas provocam a dilatação dos vasos sanguíneos, aumentando o atrito dos pés com o calçado e, consequentemente, as chances do aparecimento das bolhas nos pés.

O excesso de fricção, aliado à umidade causada pelo suor, pode acarretar no descolamento da camada superficial da pele, na presença de um líquido incolor e até mesmo em dor na região.

Como se livrar das bolhas nos pés?

A especialista recomenda que as bolhas não sejam estouradas, já que o teto do ferimento é o curativo ideal para seu assoalho ter uma cicatrização ideal, impedindo que haja uma infecção. “Se você estoura, não tem nenhuma vantagem e ainda corre o risco de contaminação”, explica ela.

Caso haja um incômodo que atrapalhe caminhadas do dia a dia ou até mesmo para calçar o sapato, um pequeno furo no local, feito com uma agulha de costura, ajuda a aliviar a dor, mas é importante que o teto seja mantido.

E como evitá-las?

Há, entretanto, algumas formas de diminuir o atrito entre a pele e o calçado, evitando a formação das bolhas na corrida ou na caminhada. O primeiro passo é a escolha de um tênis que se adeque bem aos pés e que não seja apertado.

Não menos importantes são as meias utilizadas durante a prática do exercício. Tecidos mais ásperos devem ser deixados na gaveta. Consultor técnico de produtos do Ativo.com, Rodrigo Roehniss diz que meias feitas com um alto percentual de algodão atuam como verdadeiras “lixas” nos pés.

Em contrapartida, meias com alta composição em poliamida afastam o suor da pele para a parte externa do tecido, ativam a circulação sanguínea e proporcionam mais conforto em relação aos materiais convencionais (clique aqui para conferir quatro opções).

Caso um bom tênis e as meias constituídas por poliamida não sejam suficientes para que as bolhas deixem de ser obstáculos no dia a dia, géis que lubrificam a pele podem afastar as calosidades e o desconforto.

Uma alternativa nacional é o gel protetor de calor e bolhas produzido pela Granado, que custa aproximadamente R$ 35,00 e pode ser encontrado nas principais drogarias do país em uma embalagem rosa de 45 gramas.

É recomendável que o produto seja aplicado mais de dez minutos antes de calçar os tênis, já que podem deixar os pés escorregadios.