Primeira vez: principais dúvidas respondidas por especialistas

15 de maio de 2019

|

POR Gabriele Amorim

A primeira vez no sexo pode ser repleta de dúvidas e medos que, muitas vezes, permanecem sem resposta. Para começar, “sexo” pode ser definido de diferentes maneiras, visto que inclui vaginal, oral, anal e outras atividades, porém vamos nos concentrar no que se refere à penetração vaginal.

Essa experiência geralmente marca a vida para sempre, por isso é importante se preparar bem e fazer escolhas que criem boas lembranças.

Conversamos com especialistas de diversas áreas sobre as questões mais importantes quando se trata da primeira vez. Confira:

Dúvidas sobre primeira vez

Talvez você tenha aprendido sobre sexo na escola, com amigos, com pais ou até mesmo em livros e sites e ainda assim não se sinta preparado para perder a virgindade. Saiba que isso é totalmente normal.

Independente de ter um parceiro ou nunca ter beijado, as informações a seguir são importantes para acabar com mitos sobre o assunto.

Qual é o momento certo?

Biologicamente falando, é importante aguardar até que o corpo esteja totalmente formado e pronto para essa nova fase da vida, o que ocorre após a puberdade.

Já nos âmbitos social e psicológico, não existe idade certa para ter relação sexual pela primeira vez. O primordial, tanto para meninas quanto para meninos, é que esse momento ocorra de forma natural, sem cobranças e com consentimento e vontade de ambas as partes.

A sexualidade deve ser vivenciada em um momento de maturidade, tanto física quanto emocional. Como o sexo faz parte da vida adulta, o ideal é que sua iniciação seja planejada e tomada a partir de certezas, tendo em mente as consequências.

Como saber que estou pronto?

Fatores como um companheiro ou companheira legal e que te deixe à vontade, sentir-se feliz e animado com a situação e não carregar consigo um sentimento de pressão ou obrigação são extremamente importantes para uma primeira vez satisfatória e que criará boas memórias para toda a vida.

Em caso de dúvida, insegurança, algum tipo de pressão ou obrigação, é melhor esperar.

Como se preparar?

O melhor caminho para se preparar para a primeira vez é o da informação.

Muitos jovens não sabem como se prevenir contra infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), gravidez ou até mesmo como usar camisinha. Por esses motivos, pesquisar e conversar com quem realmente entende do assunto antes mesmo do ato sexual é de extrema importância.

Nesse momento de descobertas, trocar ideias sobre o assunto faz parte do processo de escolhas e decisões, tornando tudo mais fácil e natural. Contudo, é preciso ter cuidado para não se enganar e obter informações erradas, por isso busque especialistas, como ginecologista ou urologista, que fornecerão orientações adequadas e certeiras.

De qualquer modo, depois da primeira vez, é preciso retornar ao médico para iniciar a realização de exames de rotina, como papanicolau e ultrassom.

Primeira vez dói?

A intensidade da dor na primeira vez é subjetiva. Alguns casos doem e outros não. Ou seja, tudo depende do organismo, do estado emocional e do nível de excitação no momento da relação.

De qualquer modo, conhecer o próprio corpo, caprichar nas preliminares para ter lubrificação adequada e estar o mais relaxado possível ajuda muito a evitar e reduzir o incômodo. Essas medidas são capazes de construir uma situação tranquila e prazerosa.

A mulher sempre sangra?

É comum que mulheres sangrem na primeira vez, embora há quem não experiencie o sangramento. Isso ocorre porque se coloca algo dentro do corpo que nunca esteve lá antes, o que requer alongamento dos músculos e pode gerar fissuras pequenas.

Mas nada de se desesperar: o volume de sangue é pouco e costuma parar rapidamente.

A melhor maneira de reduzir a chance de sangramento é usar um lubrificante à base de água e um preservativo bem lubrificado.

Qual é a melhor posição para a primeira vez?

A melhor posição é aquela na qual os parceiros se sentem mais confortáveis. Se estiver com dificuldade em relaxar, experimente se deitar e deixar o parceiro por cima. Agora, se quiser controlar a entrada, fique no topo. Lembre-se que prazer e conforto são primordiais.

Dá para sentir prazer?

A maioria das mulheres não tem um orgasmo durante o primeiro encontro sexual. Ao contrário dos homens, elas precisam estar muito relaxadas e excitadas, o que pode ser difícil devido à nova experiência.

Ainda assim, conforme se sinta mais confortável, o ideal é que a mulher se esforce para chegar ao clímax. Uma boa maneira é estimular o clítoris ou pedir para o parceiro fazer isso.

Como saber se tive um orgasmo?

O orgasmo é facilmente reconhecido por muita lubrificação, sensação de intenso prazer em todo o corpo e aperto rítmico dos músculos genitais.

Como colocar camisinha?

Saber como usar o preservativo masculino é muito importante:

1. O primeiro passo é sempre checar a validade do produto.

2. Nunca deve-se abrir o pacote com os dentes ou qualquer objetivo cortante. Deve-se cortar a embalagem sempre com os dedos para não danificar o produto.

3. A camisinha deve ser introduzida no pênis já ereto, iniciando pela “cabeça” do órgão. Para evitar entrada de ar, é necessário segurar a ponta do preservativo e desenrolar o restante até a base do pênis.

4. A ponta da camisinha deve ser apertada para certificar que não há ar, o qual pode criar bolhas que facilitam o rompimento durante a relação sexual.

Além disso, existe também a camisinha feminina, que é uma boa opção para garantir autonomia e segurança da mulher desde a primeira relação sexual.

É possível engravidar na primeira vez?

Sim, engravidar na primeira vez é totalmente possível, apesar de ser pouco comum. Se a menina estiver no período fértil e não usar um método contraceptivo, ela pode engravidar.

Por isso, o uso de métodos anticoncepcionais é importantíssimo, não apenas para evitar gravidez, mas também para a prevenção de ISTs, que podem ser transmitidas antes mesmo da penetração em si, durante o sexo oral e as preliminares.

O corpo muda depois da primeira vez?

O corpo não muda depois de perder a virgindade. A única coisa que muda a aparência é a puberdade, independente de ser virgem ou não.

Minha primeira vez foi ruim, e agora?

Se a primeira vez foi ruim porque doeu, não sentiu nada ou outro motivo do gênero, é preciso entender que isso é perfeitamente normal e acontece com a maioria das pessoas.

Como todo início de algo, as primeiras vezes podem ser desconfortáveis, principalmente por conta da insegurança. Por isso, é importante não focar no fato de a experiência ter sido ruim, mas pensar que existem outras oportunidades para aprender e acertar.

Caso o fato de a relação de estreia ter sido ruim se torne um trauma e impeça novas experiências e relacionamentos, é preciso buscar ajuda. A psicoterapia é uma boa opção pois proporciona o entendimento das raízes do problema e auxilia na superação do mesmo.

Fontes

Ginecologista Erica Mantelli, pós-graduada em Sexologia e Sexualidade pela Universidade de São Paulo (USP) – CRM 124315 / RQE 36685

Ginecologista Aberto Guimarães, mestre pela Escola Paulista de Medicina (UNIFESP) – CRM 66026

Psicóloga Cristiane M. Maluf Martin – CRP 48654/9