Um em cada 5 adolescentes tem depressão: veja sinais de alerta

11 de agosto de 2019

|

POR Ligia Lotério

Depressão na adolescência muitas vezes é entendida como frescura ou drama da “aborrescência”, o que torna o transtorno particularmente perigoso nessa fase da vida. De cada cinco adolescentes, um tem depressão, conforme conta o médico Drauzio Varella no quadro do Fantástico (Rede Globo) “Não tá tudo bem, mas vai ficar”. Saiba mais.

Sinais de depressão na adolescência

Depressão é um transtorno que tem origem no desequilíbrio de neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, como serotonina, dopamina e noradrenalina. O problema costuma ter cunho genético e pode afetar pessoas de quaisquer idades, gerando graves prejuízos aos âmbitos social, profissional e amoroso.

Muitos pais ficam confusos com a possibilidade de seus filhos terem depressão, pois acham que a tristeza e o isolamento são passageiros e comuns na idade. Para diferenciar o distúrbio de sentimentos naturais e inofensivos, vale ficar de olho em sinais de alerta, como:

  • Tristeza profunda por mais de duas semanas
  • Desinteresse por tudo
  • Mudanças bruscas no apetite e no rendimento escolar
  • Autoestima baixa
  • Afastamento do convívio com amigos e familiares

Na presença de um ou mais sinais de depressão na adolescência, é recomendado procurar um psiquiatra ou psicólogo.

Casos leves da doença não precisam do uso de antidepressivo, apenas acompanhamento em psicoterapia, mas quadros moderados e graves devem contar com medicamentos prescritos por psiquiatras, além das sessões de terapia.