Sintomas da pressão alta: fique atento para não confundir

23 de março de 2018 ● POR Patrícia Beloni

A hipertensão arterial, muito conhecida também por pressão alta, é a doença crônica mais prevalente na população adulta e, se não tratada, pode acarretar em doenças no coração, rins e até no cérebro. A maioria das pessoas não manifesta sintomas quando a pressão arterial está alta, mas existem alguns sinais que podem servir de alerta:

  • Dores de cabeça frequentes;
  • Dor na nuca
  • Tonturas;
  • Visão dupla ou embaçada;
  • Sangramento pelo nariz;
  • Falta de ar;
  • Zumbido no ouvido;
  • Dor no peito.

Como não confundir os sintomas da pressão alta

De acordo com o cardiologista Luiz Bortolotto, da Sociedade Brasileira de Hipertensão, é importante ter sempre em mente que os sinais descritos acima também podem indicar uma série de outros problemas. Ou seja: eles não indicam necessariamente que você tem ou está com pressão alta.

É também por este motivo que manifestar sintomas não é suficiente para fechar um diagnóstico. Para ele, a maneira mais eficaz e ágil de se conseguir saber o que está por trás dessas manifestações é a medição da pressão arterial — que pode ser feita em casa com uma maquininha específica para isso.

Saber o resultado é simples: se os valores obtidos forem maiores ou iguais a 140/90mmHg (lê-se “14 por 9”), a pessoa está com pressão elevada.

Mas estar com a pressão alta de vez em quando faz parte e é muito comum. O problema mesmo está quando os picos de pressão acontecem com certa frequência. Assim, observar sinais que o corpo dá pode ajudar a entender quando é o momento de procurar um especialista.

O que significa estar com a pressão alta?

O fato da hipertensão arterial ser assintomática na maioria das vezes, mas ao mesmo tempo poder provocar sintomas, como dor no peito, sangramentos nasais e tonturas, costuma deixar muita gente confusa.

O cardiologista explica: “Muitas pessoas costumam ignorar os sintomas da pressão alta justamente porque não os conhece. Dor de cabeça pode indicar muita coisa, e um sagramento pelo nariz às vezes é apenas resultado do tempo seco, por exemplo”.

Na prática, a hipertensão acontece quando as artérias — que são os vasos que conduzem o sangue oxigenado a partir do coração — exercem resistência maior ao fluxo de sangue que é ejetado no batimento cardíaco.

Essa situação pode passar despercebida pelo organismo, mas dependendo do caso os sintomas podem acabar se manifestando.

É importante ter em conta, ainda, que a hipertensão não tratada pode levar a complicações mais graves de saúde, como o infarto do miocárdio e o acidente vascular cerebral (AVC ou derrame cerebral). Nestes casos, podem surgir sintomas específicos dessas complicações:

Infarto do miocárdio

  • Dor forte no peito (geralmente em forma de aperto ou queimação no local);
  • Suor frio;
  • Falta de ar;
  • Palpitações;
  • Náuseas.

Acidente vascular cerebral (AVC)

  • Confusão mental;
  • Dificuldades para falar ou pronunciar palavras;
  • Dificuldades para mover membros do corpo.