Boca seca: o que é, causas, sintomas e como tratar corretamente

08 de abril de 2019

|

POR Bruno Botelho dos Santos

Boca seca, também conhecida como xerostomia, é uma manifestação frequente cuja origem é variada. Embora seja inofensiva na maioria dos casos, a condição é incômoda e pode indicar a existência de doenças graves.

O que é boca seca?

“Boca seca é caracterizada pela diminuição ou interrupção da secreção de saliva e pode acontecer em qualquer idade, sendo mais comum em mulheres idosas”, detalha a dermatologista Mayara Brito.

A sensação de boca seca é comum e perfeitamente natural quando se está apreensivo, triste, sob estresse ou após exercícios físicos, mas merece atenção redobrada quando se apresenta de forma constante.

Como a saliva desempenha funções importantes no organismo – como auxílio à digestão de alimentos, proteção contra cáries e infecções, bem como controle de bactérias –, sua falta pode resultar em complicações.

O que pode ser boca seca?

Veja alguns fatores que podem alterar a produção de saliva e resultar em boca seca:

Alteração de humor

Variações de humor, quando relacionadas ao estresse e à ansiedade, podem alterar a produção de saliva e resultar em boca seca.

Desidratação

Caso a pessoa não beba quantidades adequadas de líquido ou elimine-as rapidamente – seja por suor excessivo ou doenças – pode desenvolver desidratação e, assim, apresentar a boca seca.

Envelhecimento

Muitos idosos desenvolvem boca seca conforme envelhecem. Há diversos fatores que contribuem com tais casos, como uso de certos medicamentos (além de mudanças na capacidade do corpo em processá-los), alimentação inadequada e problemas de saúde em longo prazo.

Efeitos colaterais de remédios

Alguns medicamentos podem causar boca seca, como anti-histamínicos, descongestionantes, analgésicos, diuréticos, anti-hipertensivos e antidepressivos.

Outras condições de saúde

Algumas doenças podem afetar as glândulas salivares:

Radioterapia e quimioterapia

A radiação emitida pelo aparelho de radioterapia pode prejudicar glândulas salivares, levando a alterações permanentes ou temporárias.

Já a quimioterapia pode deixar a saliva mais espessa ou viscosa, o que causa sensação de secura na boca.

Danos nos nervos

Caso uma lesão ou cirurgia cause danos nos nervos da cabeça e do pescoço, pode haver boca seca.

Menopausa

Na menopausa, os ovários passam a produzir menor quantidade de hormônios estrogênio e progesterona, o que afeta as glândulas salivares.

Então, mulheres durante e após a menopausa costumam ficar com sensação constante de secura na boca.

Tabagismo e álcool

Fumantes de quaisquer gêneros – cachimbo, charuto, narguilé ou cigarro – ou pessoas que consomem muito álcool podem ter boca seca.

Sinais e sintomas de boca seca

 

mulher com boca ressecada

Mr.Cheangchai Noojuntuk/Shutterstock

Todas as pessoas podem desenvolver boca seca, mas é preciso buscar ajuda quando a manifestação persiste.

Alterações na produção de saliva podem se apresentar pelos seguintes sinais e sintomas:

  • Boca seca e pegajosa
  • Saliva espessa
  • Dificuldade para mastigar, engolir e falar
  • Sensação de secura na língua e/ou garganta
  • Lábios ressecados
  • Aftas na boca
  • Mau hálito

Diagnóstico

Para determinar a causa da boca seca, o médico provavelmente irá rever o histórico médico, todos os medicamentos tomados e examinar a boca.

Podem ser necessários testes de sangue, exame de imagem das glândulas salivares ou testes que meçam a quantidade de saliva produzida.

Se o médico suspeitar que a boca seca é causada pela síndrome de Sjögren, a biopsia de uma pequena amostra de células das glândulas salivares pode ser necessária

O que fazer para resolver o problema?

A única maneira de curar boca seca é tratar sua causa.

Dependendo da causa, podem ser indicados medicamentos para restaurar a função das glândulas salivares ou eliminar a disfunção que as acomete.

Se a causa de boca seca não tiver cura, é possível amenizar a falta de umidade por meio de:

  • Enxaguantes bucais, principalmente com fórmulas que ajudam a diminuir a secura, o que alivia o problema;
  • Uso de uma saliva artificial em spray ou gotas.

Medidas comportamentais

Algumas medidas comportamentais podem ajudar na recuperação:

  • Aumentar a ingestão de água;
  • Evitar bebidas com cafeína;
  • Mastigar chiclete ou balas sem açúcar para estimular o fluxo de saliva;
  • Parar de fumar ou beber álcool;
  • Evitar alimentos muito secos ou salgados.

Complicações

  • Aumento da placa bacteriana, cárie dentária e gengivite
  • Aftas
  • Feridas ou pele rachada nos cantos da boca ou nos lábios
  • Má nutrição por ter problemas de mastigação

 

Referências

Dermatologista Mayara Nascimento, da Sociedade Brasileira de Dermatologia. CRM 52964565

NHS. Dry Mouth. Disponível em: www.nhs.uk/conditions/dry-mouth