Campanha de vacinação contra sarampo: principais dúvidas respondidas

Atualizado em 07 de outubro de 2019

|

POR Ligia Lotério

A partir desta segunda-feira (7), começa a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo em todos os postos de saúde do País. A imunização foca em dois grupos: crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade e adultos na faixa-etária de 20 a 29 anos – sem a caderneta de vacinação em dia.

A ação faz parte das medidas adotadas pelo Ministério da Saúde para controlar os surtos da doença. Saiba mais:

Vacinação contra sarampo 2019

A única forma de evitar o sarampo é por meio das vacinas tríplice viral e tetraviral, que compõem as duas doses da caderneta de vacinação: a primeira deve ser aplicada aos 12 meses de idade e a segunda aos 15 meses. Além disso, doses duplas são disponibilizadas para jovens com até 29 anos e doses únicas para aqueles de 30 a 39 anos.

Segundo dados do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado em 4 de outubro, nos últimos 90 dias o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo, sendo que 97% (5.228) estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente na região metropolitana. 

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo 2019 ocorre em todos os postos de saúde em dois períodos. O primeiro vai de 7 a 25 de outubro e visa imunizar crianças de 6 meses a 5 anos de idade, com o dia D em 19 de outubro. Já a segunda fase, prevista para iniciar em 18 de novembro, é direcionada para adultos de 20 a 29 anos que não estão com a caderneta de vacinação em dia.

A meta é vacinar 2,6 milhões crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos.

A seguir, tire as principais dúvidas sobre o assunto:

Quem já tomou a vacina de sarampo deve ser recebê-la novamente?

Quem já foi imunizado quando criança não precisa participar da campanha, pois já está protegido da doença.

Não me lembro se tomei: o que fazer?

Para pessoas que não foram imunizadas ou que não lembram se tomaram a vacina, a solução mais segura é ir até um posto de saúde com a caderneta de vacinação e tomar as doses.

Tenho mais de 49 anos, posso participar da vacinação contra sarampo 2019?

Quem tem mais de 49 anos não precisa se submeter à injeção porque já é considerado imune.

Quem já teve sarampo pode ter novamente?

Quem já foi infectado pela doença não tem risco de contraí-la novamente, portanto não precisa se vacinar.

Qual é a contraindicação?

A injeção não deve ser aplicada em gestantes, menores de seis meses de idade, quem tem histórico de alergia aos componentes e pessoas com imunidade enfraquecida – como HIV e pacientes quimioterápicos.

Há efeitos colaterais?

Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações, a vacina é segura pois é criada por meio do vírus enfraquecido, que não tem potencial de causar a doença.

Ainda assim, há chance de reações à vacina de sarampo em até 14 dias após a aplicação, tais como febre, mal-estar, tosse e coriza. Em todo o casos, tais reações costumam ser benignas.

Como se pega sarampo?

A transmissão do sarampo acontece pelo contato com secreções infectadas que são expelidas ao tossir, espirrar, respirar ou falar.

A única maneira de prevenir a doença, além da vacinação, consiste em evitar ter contato com pessoas infectadas.