Vacina da gripe é liberada para toda a população

31 de maio de 2019

|

POR Ligia Lotério

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe 2019 não atingiu a meta de vacinação do público prioritário e, portanto, as unidades restantes nos postos de saúde brasileiros foram liberadas para toda a população desde segunda-feira (3). A informação foi dada pelo Ministério da Saúde. Entenda:

Vacina da gripe é liberada

De acordo com o Ministério da Saúde, aproximadamente 50 milhões de pessoas foram imunizadas, o que equivale a 75% do público-alvo – formado por gestantes, puérperas, crianças de 6 meses a 6 anos, idosos, indígenas, profissionais da saúde e educação, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população carcerária.

A meta da campanha, que teve início em 10 de abril, era vacinar 90% do público-alvo, mas os únicos estados que a atingiram foram Amazonas e Amapá.

Nova fórmula

A vacina distribuída em 2019 teve mudanças em sua composição, passando a evitar três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no último ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Efeitos colaterais

Podem haver reações à vacina da gripe, principalmente dor e inflamação no local da aplicação, que costuma ser o antebraço.

Em menor frequência, o imunizado pode apresentar dor de cabeça, febre, ânsia e tosse.

Há também risco de Síndrome de Guillain-Barré, doença na qual o sistema imunológico ataca os nervos e gera fraqueza muscular, porém a incidência do acometimento é muito baixa.