ANVISA proíbe distribuição e venda de linguiça contaminada

08 de novembro de 2018

|

POR Gabriele Amorim

Na quarta-feira (31/10), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu a distribuição e venda da linguiça fabricada pela Cooperativa de Suinocultores do Caí Superior LTDA, mais conhecida como Ouro do Sul, devido à presença de bactérias. Saiba se você foi afetado:

Linguiça contaminada por bactéria

Os seguintes produtos e lotes sofreram proibição de comercialização devido à presença de micro-organismos bacterianos:

Produto: Linguiça Tipo Calabresa – 500g
Lote: 214
Data de fabricação: 01/10/2018
Data de validade: 29/11/2018

Produto: Linguiça Toscana Sabor Queijo – 800g
Lote: 47
Data de fabricação: 27/09/2018
Data de validade: 26/10/2018

Nos produtos acima, foram encontradas bactérias Listeria monocytogenes e Salmonella. Esses micro-organismos, em geral, causam enjoo, diarreia, vômitos, febre, e até meningite.

Portanto, o consumo dos produtos citados acima deve ser interrompido imediatamente.

Decisão

A medida é definitiva e válida em todo o território nacional. A própria fabricante notificou a Agência sobre a irregularidade e está providenciando voluntariamente a retirada dos produtos dos estoques existentes no mercado.

Orientação ao consumidor

Além disso, a ANVISA orienta que o consumidor que tenha adquirido um ou ambos os produtos em questão entre em contato com o  Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) da empresa para receber instruções de recolhimento e substituição.

Telefone: (51) 3695-1155
Email: ourodosul@ourodosul.com.br