Você sabe quais são os exercícios que mais queimam calorias?

Atualizado em 29 de julho de 2019

|

POR Lucas Coelho

Você sabe quais são os exercícios que mais queimam calorias? É difícil dizer quantas calorias são gastas durante a prática de uma determinada atividade física, pois cada organismo funciona de um jeito, mas alguns estudos mostram mais ou menos o que esperar.

Não existem mágicas nem fórmulas quando o assunto é a prática de exercícios. Aliados a uma dieta equilibrada, eles ajudam bastante na queima de calorias, mas muito mais do que isso, é necessário fazer um acompanhamento constante com especialistas.

Estamos falando de nutricionistas, personal trainers, endocrinologistas e outros profissionais. Todos eles podem ajudar você a conhecer melhor seu corpo e saber o que efetivamente funciona ou não para você.

Existem, porém, alguns levantamentos que mostram como funciona a perda calórica em uma série de modalidades esportivas e de exercícios físicos. E é sobre eles que vamos falar ao longo deste texto.

Quais os exercícios que mais queimam calorias?

Recentemente, um estudo conduzido por pesquisadores da Clínica Mayo elencou os tipos de exercícios que mais contribuem para a queima de calorias. Porém, tudo depende da intensidade da atividade física, do peso utilizado e, claro, do organismo de cada praticante.

Com base em uma série de informações do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, os cientistas chegaram a um número médio de calorias perdidas por hora de exercício. Veja:

  • Corrida (velocidade média de 12 km/h): 861 a 1.074 calorias;
  • Pular corda: 861 a 1.074 calorias;
  • Futebol: 752 a 937 calorias;
  • Tae kwon do: 752 a 937 calorias;
  • Natação (com movimentos rápidos): 715 a 892 calorias;
  • Subir escadas correndo: 657 a 819 calorias;
  • Corrida leve (velocidade média de 8 km/h): 606 a 755 calorias;
  • Tênis: 606 a 755 calorias;
  • Escalada: 606 a 755 calorias;
  • Futebol americano: 584 a 728 calorias.

Para conferir o ranking completo, você pode acessar reportagem publicada no site de VEJA.

Entretanto, o levantamento norte-americano não considerou outras modalidades, como a zumba, que pode ajudar na queima de até mil calorias por hora. Ou do crossfit, cuja alta intensidade o torna um dos melhores para quem quer queimar o máximo de calorias possível.

5 perguntas úteis sobre exercícios e queima de calorias

1. Aeróbico ou musculação?

Apesar de não ser possível falar em números exatos (importante ressaltar que as informações acima são estimativas extraídas a partir de diversas análises), é fácil dizer que os exercícios que mais queimam calorias são justamente os mais intensos, que desgastam mais.

“Exercícios aeróbicos têm um maior gasto calórico do que exercícios de resistência, como a musculação”, conta a personal trainer Patrícia Cordeiro.

2. O que praticar na academia?

Na academia, aulas que envolvam corrida, bicicleta, lutas, treinamento funcional e musculação em circuito, são ótimas para queimar calorias.

Variações que estão na moda, como o Crossfit, e outras modalidades como o HITT (Treinamento Intervalado de Alta Intensidade) e Power Jump (feito com um mini trampolim) também são excelentes opções para queimar bastante calorias.

Fique atento!

Por outro lado, estas são aulas que uma pessoa sedentária — ou seja, sem treinamento algum, que está tentando começar a se exercitar –, dificilmente conseguirá realizar da maneira ideal e aproveitar todos os benefícios.

“Para se ter uma ideia exata de quantas calorias serão queimadas, é preciso conhecer o indivíduo, saber em qual modalidade ele terá um desempenho melhor e mais intenso”, diz a especialista.

Além disso, vários fatores influenciam. Uma partida de rugby, por exemplo, pode chegar a queimar o dobro de uma aula de Crossfit. Cada pessoa se dedica de forma diferente a cada atividade e se interessa de maneira distinta por várias modalidades esportivas.

Para queimar calorias, o mais importante é saber escolher o que te fará se dedicar mais não só em comprometimento mas, principalmente, em intensidade.

3. Existem exercícios que queimam calorias mais rapidamente do que outros?

“Não existe um tipo específico de exercício que queime calorias de maneira mais rápida se comparado a outro”, afirma Patrícia. “O que existe é o indivíduo que pratica uma atividade física. Esse indivíduo vai se desgastar mais com determinado exercício e menos com outro. Como consequência disso, um desgaste maior implica numa queima maior de calorias”.

Portanto, a variação da quantidade de calorias queimadas vai depender totalmente do físico, da musculatura, da saúde, da mentalidade, da vontade, da intensidade, da temperatura do ambiente e de vários outros fatores. A equação é bem mais complexa.

4. Roupas influenciam na quantidade de calorias queimadas?

Não. De acordo com a especialista, roupas e acessórios não estão na lista de fatores que influenciam na queima calórica. Portanto, se alguma marca de calçado, camiseta ou o que quer que seja prometer ajudar na perda de calorias, não acredite.

É verdade que assessórios específicos podem até melhorar o desempenho, mas essa diferença só será sentida em atletas de alto desempenho. Pessoas comuns — os chamados atletas amadores — precisam apenas encontrar calçados e roupas que lhes deixem confortáveis e se ajustem bem ao seu corpo.

5. Qual a relação entre queimar calorias e emagrecer?

Existe uma relação óbvia entre a queima de calorias e o emagrecimento, mas é preciso entender que se tratam de duas coisas diferentes. “Calorias gastas não são parâmetro para perda de peso”, afirma a personal trainer.

Qualquer pessoa que busque emagrecer não deve fazer isso apenas somando a quantidade de calorias queimadas por atividade. Para realmente enxergar resultados na balança, é preciso queimar mais calorias do que consumimos diariamente. Por isso, uma dieta saudável e equilibrada é tão necessária.

“As pessoas são apegadas ao número de calorias que elas estão queimando. O foco, porém, não deveria ser o quanto você queima, mas o quanto você tem para queimar”, alerta Patrícia. “Para perder peso é preciso associar a queima de calorias com a dieta. Isso inclui controlar não só quantidade, mas também a qualidade das calorias ingeridas”.

Essa qualidade diz respeito aos benefícios que cada alimento fornecerá juntamente a seu valor energético. Um doce cheio de açúcar refinado ou uma salada podem ter quantidades calóricas semelhantes, mas trazem junto nutrientes e substâncias completamente distintas.