10 erros comuns na corrida: quais são e como evitá-los

19 de julho de 2019

|

POR Bruno Botelho dos Santos

Todos os corredores já cometeram erros em ao menos um treino. Alguns deles se repetem com frequência e podem atrapalhar a performance ou até mesmo causar danos à saúde. Veja quais são os erros comuns na corrida e como evitá-los:

Erros mais comuns na corrida

Os erros foram listados pelo site Verywell Fit.

1. Usar calçados inadequados

Usar tênis de corrida velho ou não adequado pode favorecer lesões. Por isso, é indicado trocar o calçado quando o sistema de amortecimento estiver gasto e apostar em modelos que combinem com seu estilo de corrida e tipo de pé.

2. Correr demais antes da hora

Muitos corredores, principalmente os iniciantes, cometem o erro de correr longas distâncias sem estar preparado para elas. Assim, surgem lesões comuns pelo excesso de treino, como dores nas canelas e joelhos.

Então, é importante ir aos poucos e sem exagerar. Seja mais conservador com quantas vezes, quanto tempo e quanto irá correr, principalmente no início. Aumente isso gradualmente e diminua o ritmo ou pare de correr sempre que sentir dores incomuns.

Veja algumas dicas para evitar o excesso de treinamento (overtraining):

  • Aumente a quilometragem gradualmente
  • Tenha, periodicamente, tempo de descanso
  • Depois de uma corrida difícil, tire um dia de descanso para recuperação e desempenho
  • Faça outras atividades além de correr para trabalhar músculos e articulações diferentes

3. Não se hidratar

Muitos atletas subestimam a quantidade de líquido que perdem durante as corridas e não se hidratam o suficiente. Como resultado, sofrem de desidratação, o que pode ser prejudicial para seu desempenho e saúde.

Então, os corredores precisam prestar atenção ao que e o quanto estão bebendo antes, durante e depois do exercício. Além da água, a hidratação ou reidratação pode ser feita com bebidas isotônicas.

4. Escolher a roupa errada

Algumas pessoas usam o tipo errado, muita ou pouca roupa para as condições climáticas na corrida, o que as deixa desconfortáveis ​​e eleva o risco de doenças relacionadas ao calor ou ao frio.

Corredores devem procurar tecidos técnicos que afastam o suor do corpo, mantendo-o seco. O algodão é contraindicado porque fica molhado e pode ser desconfortável em dias mais quentes e perigoso no tempo frio.

5. Largar muito rápido

Em longas distâncias, um dos maiores erros é largar muito rápido no início da corrida, visto que isso prejudica o desempenho final. Por isso, é importante começar em ritmo equilibrado.

6. Respirar incorretamente

Um problema muito comum é que alguns corredores não sabem ao certo como deveriam respirar enquanto correm. O ideal é respirar pelo nariz e pela boca, visto que os músculos precisam de oxigênio para se manterem em movimento e o nariz sozinho não consegue entregar o suficiente.

O ideal é respirar pelo diafragma ou barriga, e não pelo peito. Esse modo permite maior absorção de mais ar.

Desacelere ou ande se estiver com falta de ar. Dores agudas na lateral do abdômen significam que a respiração está incorreta, então vale diminuir o ritmo.

7. Se alimentar incorretamente

Muitos corredores não dão atenção devida para a nutrição. O que se come antes, durante e depois têm grande efeito no desempenho e recuperação.

Antes da corrida

Coma um lanche leve cerca de 1 hora e meia a 2 horas antes da corrida. Escolha algo rico em carboidratos ou gordura boa.

Durante a corrida

Quem corre mais de 90 minutos pode obter mais energia por meio de bebidas esportivas ou alimentos sólidos facilmente digeridos

É indicado consumir cerca de 100 calorias após a primeira hora de corrida e, depois disso, mais 100 calorias a cada 40 a 45 minutos.

Após a corrida

Reabastecer energia o mais rápido possível após o treino é necessário. Aposte em carboidratos e proteínas.

8. Colocar peso demais nas passadas

Um dos erros mais comuns na corrida é o excesso de peso nas passadas, o qual é maléfico e pode levar a lesões.

Então, não avance muito com os pés, principalmente quando se está em descidas.

9. Movimentação braços inadequadamente

Algumas pessoas balançam os braços demais, enquanto outras mantém as mãos nos peitos, o que prejudica a respiração, acelera o cansaço e aumentam a tensão nos ombros e pescoço.

O correto é manter as mãos no nível da cintura, de modo que possam escovar levemente o quadril e os braços em um ângulo de 90 graus, com os cotovelos ao lado do corpo.

10. Perder o controle em descidas

Quando se corre em descidas, algumas pessoas tendem a se inclinar muito para frente e perder o controle, o que pode causar ferimentos graves.

A melhor maneira de descer é inclinar-se um pouco para a frente e dar passos curtos e rápidos. Não se incline para trás e tente frear sempre. Os ombros e os quadris devem ser mantidos à frente.