Elíptico ajuda manter a forma durante lesão

Atualizado em 20 de fevereiro de 2019

|

POR Redação

A lesão é sempre um transtorno na vida de quem pratica atividade física. Todos fogem, mas, às vezes, elas acabam aparecendo. Dependendo da gravidade, é possível manter uma atividade aeróbica sem impacto, como o uso do aparelho elíptico, facilmente encontrado nas academias.

“É uma ótima forma de manter as condições cardiorrespiratórias enquanto se recupera de alguma lesão musculoesquelética”, explica o ortopedista e médico do esporte do Hospital Israelita Albert Einstein e do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Roberto Ranzini. Segundo o médico, a atividade pode ser feita quando haja um problema que necessite da diminuição do impacto, como lesões na coluna vertebral, muscular, nos tendões e joelhos.

“Quando a lesão é mais grave, não é aconselhável nenhum tipo de exercício”, ressalta Ranzini. É importante que um médico avalie e diga se o corredor está ou não apto a praticar atividades físicas no aparelho elíptico.

O ortopedista dá, ainda, outras opções. “Dependendo da lesão, o atleta pode optar pela bicicleta, o deep running [corrida subaquática] e, principalmente, a natação”, completa.