Como é colocar prótese de silicone? Todas as dúvidas respondidas

08 de maio de 2018

|

POR Patrícia Beloni

“As próteses de silicone são estruturas compostas por silicone de grau médico e utilizadas para moldar e preencher espaços de determinadas regiões, como as mamas, glúteos ou panturrilhas, por exemplo. Proporcionam melhor contorno, firmeza e simetria.

11 perguntas e respostas sobre próteses de silicone

1. Do que são feitas as próteses de silicone?

São compostas por uma cápsula externa e por gel interno de silicone altamente coesivo (com alto grau de aderência).

2. Por onde as próteses de silicone nos seios são colocadas?

Elas podem ser colocadas por meio de uma incisão nos sulcos (partes mais fundas – inframamário) das mamas, pelas aréolas (periareolar) ou ainda pelas axilas (axilar).

3. Qual tipo de prótese de silicone devo colocar?

A escolha da prótese de silicone é feita de acordo com a preferência da paciente, do formato das mamas desejado e da recomendação do cirurgião feita durante a avaliação corporal.

De acordo com o cirurgião Ronaldo Soares, o modelo é escolhido por meio do que a paciente deseja.

“Escolhemos por meio do gosto e anseios da paciente em relação ao resultado. Também é analisado o biótipo e tamanho do tórax. Além da quantidade de glândula e gordura nas mamas e da posição das aréolas, que podem fazer diferença”, aponta o especialista.

4. Onde elas ficam exatamente?

Internamente, o silicone pode ficar no espaço abaixo da glândula mamária ou abaixo do músculo peitoral maior.

5. Existem outros nomes para o procedimento?

Sim, ele também pode ser chamado de mamoplastia de aumento, astoplastia de aumento, implante mamário ou cirurgia de prótese mamária.

Nos casos onde são realizadas cirurgias da retirada do excesso de pele e glândula mamária antes do implante da prótese de silicone, o nome que se dá é mastopexia com prótese ou mamoplastia redutora com implante de prótese.

6. É comum colocar silicone nos seios?

Sim, muito! Entre as cirurgias plásticas estéticas mais realizadas no Brasil, o procedimento implante mamário é o que é feito em maior número.

De acordo com dados de 2016 da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a cirurgia de implante mamário ocupa cerca de de 22,5% do total de procedimentos estéticos realizados.

7. Quanto custa colocar silicone nos seios?

Os valores da cirurgia de prótese de silicone variam de R$ 12 a 18 mil. E ao contrário do que pode parecer, elas não custam caro pelo tamanho. Os preços podem ser diferentes de clínica para clínica em relação as marcas e modelos de prótese, e não ao volume.

8. Quais os modelos de prótese que existem?

  • Prótese redonda: a redonda é a prótese usada na maioria dos casos, quando a paciente deseja um bom preenchimento do colo mamário. E existem alguns perfis que podem ser seguidos a fim de projetar o parte superior da mama, a parte do meio ou ainda deixar com menos volume;
  • Anatômica (ou em gota): a anatômica é bastante indicada para pacientes que não desejam preenchimento do colo mamário, dando um volume alto, mas com um resultado super natural, que não dá aparência de estar apertando as mamas quando se usa um decote;
  • Cônica: costuma-se indicar o tipo cônico para pacientes que tem o tórax bem estreito, e que desejam uma mama super projetada.

9. Quais as indicações e contraindicações do implante mamário?

A cirurgia de mamoplastia de aumento é indicada para pacientes que desejam aumentar o volume das mamas, projetar as mamas e/ou subir a posição das aréolas.

Ela não é indicada para aqueles pacientes que tem problemas de saúde sem controle clínico ou com exames de check-up com alterações que impeçam a cirurgia.

E nem todos pacientes jovens podem realizar o procedimento. Isso porque o desenvolvimento das mamas pode ainda estar em andamento e a cirurgia só pode ser feita quando ele estiver finalizado.

Nesses casos, só um ginecologista para fazer a liberação. Menores de idade ainda precisam de liberação dos pais.

10. Quais cuidados deve-se tomar antes da cirurgia?

  • Antes do procedimento cirúrgico, é importante hidratar bem a pele das mamas. Isso ajuda a prevenir estrias;
  • Também é essencial estar com a alimentação saudável e evitar comidas muito condimentadas, além de bebidas alcoólicas;
  • Quem toma anticoncepcional oral deve suspender o seu uso por cerca de um mês antes da cirurgia.

11. E depois? O que deve-se fazer?

  • Depois do procedimento cirúrgico, é essencial manter a pele das mamas hidratada para prevenir estrias que por ventura possa vir a surgir;
  • Dormir só de barriga para cima (só é liberado de lado depois de seis semanas e de bruços depois de cerca de 3 meses);
  • Exercícios precisam ser evitados e levantar os braços também não é indicado, pois esse simples movimento pode romper os pontos ou deslocar a prótese;
  • Não se deve passar protetor solar na cicatriz quando for se expor ao sol, antes de colocar biquíni;
  • Sutiã somente durante o dia. Também é orientado usar a malha para mamoplastia por volta de dois meses. Além disso, o paciente precisa evitar atividades físicas por 14 dias a 21 dias;
  • A alimentação precisa se manter saudável, e continuar a evitar comidas muito condimentadas e bebidas alcoólicas;

Vale ressaltar também que dor e inchaço são normais, mas tende a melhorar depois do primeiro mês, com a ajuda de medicação específica.