Óleo de argan: para que serve e como utilizá-lo no cabelo e na pele

09 de maio de 2018

|

POR Amanda Grecco

O óleo de argan é um extrato oleoso retirado das nozes da Agânia, uma planta que existe apenas no sul do Marrocos e que é fonte riquíssima de ácidos graxos essenciais, ômega-6 e vitaminas A, D e E — fundamentais para cuidar da saúde da pele e dos cabelos.

Para que serve o óleo de argan?

Graças à sua rica composição, o óleo tem diversas funções e propriedades que ajudam no tratamento capilar e da pele. Dentre os benefícios de seu uso, estão:

  • Alta hidratação;
  • Proteção térmica;
  • Proteção contra raios UV;
  • Efeito antioxidante;
  • Brilho intenso aos fios;
  • Ação anti-frizz;
  • Controle de pontas duplas;
  • Incentivo do crescimento saudável;
  • Hidratação sem deixar os fios gordurosos.

Como usar nos cabelos

É importante ressaltar que, apesar de o óleo de argan ser leve e delicado, ele não deve ser utilizado em excesso. O uso descontrolado deste produto pode entupir os poros da raiz do cabelo, prejudicando o nascimento de novos fios.

O ideal, portanto, é aplicá-lo somente no comprimento do cabelo. Ele pode ser utilizado de diversas formas:

  • Nutrição com óleo morno: aqueça a quantidade de óleo referente a uma colher de sobremesa por cinco segundos no micro-ondas e depois massageie os cabelos com o produto, deixando agir por cerca de uma hora. Caso seu cabelo seja muito fino ou liso, lave com xampu e condicionador. Se for cacheado ou crespo, não é necessário enxaguar;
  • Reparador de pontas: colocando apenas duas gotas nas mãos, friccione as palmas e aplique nas pontas, espalhando bem. Também pode ser utilizado como leave-in, pingando duas a cinco gotas nas mãos e massageando os cabelos úmidos;
  • Protetor de agentes agressores: ao aplicar uma colher de chá do óleo nos cabelos secos, antes de entrar no mar ou piscina, será possível blindá-los dos danos do cloro e sal. Se misturadas algumas gotas às tintas de cabelo antes de aplicá-las, ele reduz o efeito nocivo da química nos fios;
  • Modelador de cachos: Coloque algumas gotas do óleo no seu creme de pentear. Espalhe nos fios e tire o excesso de umidade amassando o cabelo com a toalha. Assim, será possível observar cachos mais bem cuidados.

Benefícios para a pele

O óleo de argan tem diversos efeitos positivos para a pele se utilizado da maneira correta. Ele atua como um potente hidratante, com efeito antioxidante e capaz de regular o pH.

A nutrição da cútis com argan regula a oleosidade da pele — com aplicação ponderada —  e reduz imperfeições graças à renovação celular. É excelente para tratar irritações, marcas de estiramento de gravidez e até mesmo de queimaduras.

Por ser muito concentrado e extremamente eficaz, o óleo de argan conta com uma propriedade restauradora das camadas da pele, deixando-a mais elástica e firme. O recomendado para a utilização direta na pele é que seja usado somente a cada dois ou três dias — e sempre em pouca quantidade. Cremes que contenham o óleo, porém, podem ter uso diário.

Cuidados necessários

Use na quantidade certa

É preciso ter cuidado no uso do óleo de argan porque, apesar de não ser danoso à saúde, ele pode agravar a oleosidade dos fios e da pele e até causar acnes se for usado indiscriminadamente.

Apesar de existirem sérios estudos sobre a redução da oleosidade com a utilização do óleo de argan, a quantidade é o segredo para que ele aumente ou controle o óleo natural da pele. A recomendação é usar muito pouco para não agravar o quadro seborreico.

Não aplique o óleo puro no cabelo

Ainda em casos de oleosidade constante, também é recomendada a utilização de produtos que contenham o óleo na composição, mas não o uso direto do óleo puro. Usar o óleo diretamente nos cabelos oleosos pode passar um aspecto ainda mais pesado e com menos volume.

Atenção para deixar a pele ainda mais oleosa

Na pele, também é possível enxergar efeitos negativos, principalmente se a pele for muito oleosa. Isso porque a utilização inadequada do produto pode desencadear no entupimento dos poros.

Evite exposições ao sol

Ao utilizá-lo, também é preciso evitar a exposição ao sol, pois ele pode aumentar a ação solar sobre a pele. Além disso, é importante que ele não seja aplicado antes de realizar procedimentos térmicos como escovas e chapinhas.

Como encontrar o óleo de argan

O óleo de argan é raro e, portanto, costuma ser mais caro do que os outros óleos vegetais. É preciso ler as embalagens antes de comprar para averiguar a pureza do produto, pois muitos são misturados com derivados de petróleo e perdem o efeito nutricional.

Preço

Ele é encontrado com facilidade em diferentes marcas, tamanhos e preços. A média de preço é de R$ 20 para frascos com tamanhos pequenos de 20 ml, e R$ 150 para frascos de 100 ml.