Como as técnicas de fertilização acompanham as mudanças sociais

19 de fevereiro de 2019

|

As construções sociais não são definitivas, pelo contrário, estão em constante transformação. Cabe ao avanço científico e à Medicina acompanharem tais mudanças com o objetivo de ampliar e melhorar a qualidade de vida das pessoas. E é o que temos feito.

Mudanças sociais e fertilização

Independência feminina

Temos em primeiríssimo lugar a mudança em relação às questões femininas. As mulheres almejam estabilidade financeira e realização profissional em primeiro lugar, optando por engravidar cada vez mais tarde.

Além disso, muitas delas querem engravidar mesmo sem um parceiro. Afinal, o casamento, também é uma construção social que sofre constantes mudanças, não é mesmo?

Novos modelos familiares

Outras histórias que podem e devem ser atendidas pela Reprodução Assistida são as protagonizadas pelos casais homoafetivos; assim sendo, Barriga de Aluguel, Ovodoação, Banco de Sêmen e Congelamento de Óvulos são as variáveis das técnicas de Fertilização que podem atender aos diversos público e expectativas.

Doenças

Há ainda casos de pacientes soropositivos que não querem abrir mão do desejo de serem mães e pais. Conseguimos atendê-los por meio de técnicas específicas, nas quais é possível isolar os gametas e evitar a infecção pelo vírus HIV.

Mesmo em casos de ausência de gametas e de útero que parecem impossíveis, existem técnicas alternativas que auxiliam o sucesso de ter um filho.

O que fazer?

Todas as pessoas que desejam ter um bebê devem procurar ajuda médica – o mais rápido possível – para tornar seu sonho realidade. Entretanto, se a mulher tiver mais de 36 anos, deve-se esperar ainda menos, pois o tempo é um inimigo da fertilidade.

Em diversos casos, são seguidas as orientações do Conselho Federal de Medicina que permitem o tratamento. O primeiro passo é passar em consulta médica, fazer os exames para verificar as causas da infertilidade e estabelecer qual o método mais indicado de tratamento.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Lister Salgueiro

Lister Salgueiro

Médico Andrologista, Ginecologista e especialista em Medicina Reprodutiva, formado pela Faculdade de Medicina da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e no Centro de Ciências Médicas e Biológicas de Sorocaba. É diretor clínico e sócio-proprietário da Clínica Fértilis de Medicina Reprodutiva, em Sorocaba (SP) e autor do livro "Andropausa: Reposição Hormonal Masculina", Editora Roca.