Tahine: o que é, propriedades e como usar o molho de gergelim

16 de novembro de 2018

|

Tahine é uma pasta feita apenas de gergelim, semente típica do Oriente Médio, que tem sabor amendoado e oleoso e pode ser usada para preparar diversas receitas, dentre as quais o famoso homus.

Propriedades e benefícios

Tahine é uma ótima fonte de cálcio, o que o torna um bom auxiliar para a saúde dos ossos: para ter ideia de seu poder, uma pequena porção da pasta tem mais deste mineral do que um copo de leite.

Além disso, sua matéria-prima, o gergelim, apresenta alto teor de proteínas, auxiliando assim o ganho de massa muscular e sendo uma ótima opção para veganos.

Em relação aos micronutrientes, é rico em vitaminas do complexo B, como a tiamina, B6 e folato, e minerais, como ferro, manganês, magnésio, fósforo, cobre, zinco, entre outros.

O gergelim presente no tahine também auxilia no controle da pressão, protege contra o envelhecimento precoce da pele – pois apresentam zinco, que ajuda na produção de colágeno – e mantém cabelos, pele e olhos saudáveis e bonitos.

Por fim, o tahine auxilia no controle do diabetes, melhora a saúde do coração e reduz risco de  câncer. Estudos mostram que o antioxidante sesamina, presente no gergelim, é eficiente na inibição de células cancerígenas.

Engorda?

Embora seja calórico e rico em gorduras, o tahine pode ser incluído no dia a dia. Duas colheres de sopa suprem 24% das necessidades diárias que o corpo tem de magnésio, 22% de fósforo, 14% de ferro e 12% de cálcio.

Por outro lado, o tahine auxilia no emagrecimento por conter fibras.

Contudo, para não engordar vale não exagerar na porção. Além disso, o excesso pode irritar o estomago e o cólon. Por isso é importante a orientação de um profissional capacitado ou nutricionista.

Como usar tahine?

Pasta bem versátil, pode ser utilizada em receitas doces, como biscoitos e brownies, e salgadas, por exemplo o tão famoso homus (feito com grão-de-bico) e o babaganush (feito com berinjela).

Além destas, pode ser utilizado em molhos e cremes para substituir a manteiga e a pasta de amendoim.

Caso queira acrescentar ainda mais de nutrientes, bata no liquidificador com ½ beterraba cozida ou ½ ramo de salsinha e cebolinha.

Fontes

Kamal-Eldin, Afaf, Ali Moazzami, and Sidiga Washi. “Sesame seed lignans: potent physiological modulators and possible ingredients in functional foods & nutraceuticals.” Recent patents on food, nutrition & agriculture 3.1 (2011): 17-29

Hyun, Taisun H., Elizabeth Barrett-Connor, and David B. Milne. “Zinc intakes and plasma concentrations in men with osteoporosis: the Rancho Bernardo Study.” The American journal of clinical nutrition 80.3 (2004): 715-721

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Paula Stempniewsky

Paula Stempniewsky

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo, em 2009, e pós-graduada em Nutrição Clínica pelo IMEN, sou especialista em emagrecimento e experiente em desportistas e em dietas vegetarianas e veganas. Sou também programadora neurolinguística pelo instituto Instituto Nacional de Desenvolvimento Pessoal (INDP) desde 2010, Coach formada pelo Nutritional Coaching em 2016 e atualmente faço formação em Ayerda e Culinária pela Clínica Dhanvantari. Realizo atendimentos que englobam um trabalho integrado com pilates, estética, yoga, danças, acupuntura e moda vegana.