7 passos para fazer marmitas econômicas e saudáveis

25 de abril de 2019

|

Com a correria do dia a dia, a falta de tempo – ou melhor, a desorganização – prejudica a forma como nos alimentamos. Comer fora de casa não deve ser um hábito, afinal é ruim para o bolso e a saúde. Faça seu final de semana render preparando as refeições da semana.

Confira um passo a passo facilitado:

Passo a passo para preparar marmitas

Organização e planejamento: faça uma lista de compras, vá ao mercado e, se possível, anote seu próprio cardápio da semana.

Compre recipientes confiáveis: não adianta gastar menos em marmitas que vão te dar dor de cabeça quebrando fácil, não é mesmo?

Adquira uma bolsa térmica: assim, suas refeições vão estar sempre aquecidas. Comida fria não passará!

Leve sua salada também: lave, deixe escorrer e prepare. Uma boa dica é levá-la em recipientes de vidro com o tempero na parte debaixo. Assim, quando for colocar em um prato ou até mesmo manter na marmita, a salada sairá temperada.

Quanto mais colorido, melhor: cores fazem parte da nutrição. Monte sua marmita com legumes, verduras, alimentos integrais, feijões e não se esqueça de uma fonte de proteína. Leve também uma fruta de sobremesa, de preferência bem madura pra reduzir a vontade de comer doce após a refeição.

Congele: após preparadas e prontas, congele as marmitas. Um dia antes de consumir, mova do refrigerador para a geladeira. Assim, será mais prático aquecer e consumir.

Varie e ouse: experimente receitas novas e mude o cardápio sempre. Deste modo, irá parecer que todos os dias você estará comendo em um restaurante chique, com opções variadas de pratos pra lá de deliciosos.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Paula Stempniewsky

Paula Stempniewsky

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo, em 2009, e pós-graduada em Nutrição Clínica pelo IMEN, sou especialista em emagrecimento e experiente em desportistas e em dietas vegetarianas e veganas. Sou também programadora neurolinguística pelo instituto Instituto Nacional de Desenvolvimento Pessoal (INDP) desde 2010, Coach formada pelo Nutritional Coaching em 2016 e atualmente faço formação em Ayerda e Culinária pela Clínica Dhanvantari. Realizo atendimentos que englobam um trabalho integrado com pilates, estética, yoga, danças, acupuntura e moda vegana.