Inflamação: o que é e por que afeta tanto a saúde

28 de setembro de 2017

Por Fabi Sabatini

Nós da nutrição funcional falamos muito de inflamação e o quanto ela pode prejudicar a nossa saúde. Mas você sabe o que é inflamação?

A inflamação é um processo natural — e essencial — do corpo humano, que acontece sempre que nossas células são submetidas a algum tipo de estresse, como uma infecção, queimadura, pancada, resfriado etc. Essa inflamação é a inflamação aguda, ou seja, a que vem para curar algo e vai embora logo em seguida. Esse tipo de inflamação pode até ser ruim e nos deixar mais abatidos por alguns dias, mas é necessário para nos curar e nos proteger da ação de agentes invasores em nosso organismo.

O problema é quando essa inflamação é crônica, ou seja, vem e não vai embora, permanecendo constantemente com a gente. E é justamente a inflamação crônica que está associada à síndrome metabólica, que engloba várias doenças do chamado “mundo moderno”: obesidade, doenças cardiovasculares, diabetes tipo II, doença de Alzheimer e câncer, entre outras.

A inflamação funciona mais ou menos assim:

Em nossa corrente sanguínea correm as células brancas, também chamados de leucócitos, que são como verdadeiros soldados do nosso sistema imunológico. Eles estão sempre procurando por invasores (agentes químicos, vírus, bactérias, toxinas) para expulsá-los do nosso corpo. Para isso, porém, eles produzem os anticorpos, que provocam o processo inflamatório e evitam, assim, que a infecção se espalhe.

Cada anticorpo é específico para um tipo de antígeno (invasor). Esse processo é o que chamamos de inflamação aguda, no qual os leucócitos são enviados para eliminar a infecção e curar. Os sintomas são aqueles que a gente já conhece — calor, rubor e ardor –, mas eles costumam passar depois de alguns dias, quando tudo volta ao normal e a célula se recupera.

 

inflamação - glóbulos brancos

Ação dos anticorpos na cicatrização de um ferimento – Foto: Shutterstock

 

No entanto, existem casos em que essa inflamação não acaba, e por isso a chamamos de inflamação crônica. Quando isso acontece, nosso sistema imunológico dá uma espécie de pane e, em vez de ajudar, causa danos nos tecidos. É como se estivesse todo mundo tentando ajudar ao mesmo tempo e ninguém consegue — e é aí que está a associação com as doenças metabólicas.

Como diminuir a inflamação?

Um dos maiores fatores da inflamação crônica é a alimentação pobre em nutrientes e rica em xenobióticos (aditivos, conservantes, corantes, excesso de açúcar e sal). Então, uma boa estratégia para deixar o corpo livre da inflamação é manter-se saudável.

Quando comemos alimentos favoráveis para as nossas células, garantimos uma ambiente eficiente para o metabolismo trabalhar da melhor maneira possível.

Portanto, uma boa alimentação baseada no consumo de frutas, hortaliças, leguminosas, oleaginosas, sementes e grãos garante uma verdadeira e natural ação anti-inflamatória no organismo, bem como uma vida cheia de saúde.

Além da alimentação, o estresse excessivo, um ambiente tóxico, sono inadequado, sedentarismo e sobrepeso também podem contribuir — e muito — para um quadro de inflamação crônica e, eventualmente, para algum tipo de síndrome metabólica.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Fabi Sabatini

Fabi Sabatini

Sou Nutricionista Funcional e Coach de Nutrição Integrativa. Ajudo pessoas a terem uma vida saudável, através da metodologia que eu criei, o Ciclo de Vida Saudável, com 5 pilares; a Nutrição, a Organização, o Sono, a Atividade Física e o Auto Conhecimento. E hoje a minha maior paixão é compartilhar com as pessoas informações e praticas para um estilo de vida saudável.


hehe