Dor crônica: causas, principais sintomas e formas de tratamento

08 de fevereiro de 2019

|

Dor crônica é um problema grave e bastante debilitante. Diante disso, muitas pessoas afetadas ficam desesperadas por ajuda e acabam acreditando em qualquer coisa. Por isso, agrupamos informações confiáveis sobre o distúrbio. Confira:

O que é dor crônica?

Dor nas costas, enxaqueca, incômodo nas articulações e outras manifestações incômodas atrapalham muito a rotina, mesmo quando surgem apenas de vez quando. Quando ocorrem com muita frequência, recorrem por mais de três meses ou persistem por um mês, são consideradas crônicas.

A dor pode ser branda ou excruciante, episódica ou contínua. De qualquer forma, é inconveniente e incapacitante.

No geral, o problema tem origem na cabeça e nas juntas.  Além disso, pode afetar algumas partes específicas como ombros, pélvis e pescoço.

Sintomas

Os sintomas de dor crônica incluem:

  • Dor severa e branda
  • Dor que pode ser descrita como cortante ou elétrica, bem como que queima ou coça
  • Desconforto, irritação, pressão ou enrijecimento

Ela ainda pode trazer como associação:

  • Fadiga
  • Insônia
  • Necessidade de descanso ou afastamento da atividade
  • Sistema imunológico enfraquecido
  • Mudança no humor, como, medo, depressão, ansiedade e estresse
  • Invalidez

Causas da dor crônica

As dores generalizadas de músculos ou nervos desencadeiam a condição crônica, que pode ser originada de trauma, lesão ou infecção. Existem casos nos quais as pessoas sofrem com a dor mesmo sem ter um ferimento ou evidência.

Outra causa é a emocional, a qual pode fazer com que a dor piore. Neste caso, os portadores desenvolvem diversos problemas, como:

  • Depressão
  • Deficiências psicomotoras
  • Lembranças
  • Sensações de perda

Estes problemas são interpretados como características de patologias psiquiátricas.

Tratamentos

No geral, são empregues medicamentos para tratar dor crônica, os quais precisam ser ministrados com cuidado. De qualquer forma, apenas um médico pode fazer essa orientação.

Os remédios englobam:

  • Analgésicos
  • Anti-inflamatórios
  • Antidepressivos
  • Ansiolíticos
  • Relaxantes musculares
  • Anticonvulsivos
  • Bloqueadores de nervos periféricos

Ainda existe outras formas de tratamento que não utilizam medicamentos, tais como:

  • Fisioterapia
  • Apoio psicológico
  • Terapia cognitivo-comportamental

Também existem terapias complementares, que são:

Se mesmo após as abordagens acima a dor crônica não passar, é possível optar por bloqueios terapêuticos por meio de injeções de fármacos diretamente no sistema afetado.

Por fim, em último caso, pode ser que sejam solicitados procedimentos neurocirúrgicos.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Marcus Yu Bin Pai

Marcus Yu Bin Pai

Dr. Marcus Yu Bin Pai é fisiatra, médico especialista em Dor e Acupuntura, doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo e médico pesquisador do Grupo de Dor do Departamento de Neurologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.