Branqueamento dos alimentos: técnica preserva carnes e verduras por mais tempo

25 de fevereiro de 2019

|

Branqueamento é um processo de conservação de alimentos, usado principalmente no caso de carne, hortaliças e frutas que se pretendem congelar.

Após o branqueamento, o alimento pode ser armazenados por até três meses, auxiliando a resolver o problema de desperdícios.

Saiba como funciona:

Para que serve o branqueamento dos alimentos

A técnica se baseia no choque térmico para preservar os valores nutricionais e prolongar o tempo de vida dos alimentos, de modo a conseguir eliminar resíduos agrotóxicos, evitar alterações microbianas, enzimáticas, químicas e físicas, além de manter características aromáticas, sabores e texturas.

Desvantagens

O alimento está sujeito à perda de nutrientes como folatos, vitaminas do complexo B, vitaminas hidrossolúveis e minerais. Apesar disso, a boa técnica faz com que estas perdas sejam parciais.

Como é feito?

O branqueamento engloba a imersão dos alimentos em água fervente por um curto período para cozimento, sendo resfriado imediatamente em um recipiente com água gelada.

O ideal é utilizar frutas e vegetais consistentes para que não se desmanchem facilmente, como couve-flor, repolho, couve, chicória e espinafre, vagem, batata, ervilha, pimentão, brócolis, maçã, pera, berinjela, beterraba, cenoura, milho verde e vagem.

Passo a passo do branqueamento de alimentos

1. Lavar bem frutas e hortaliças;
2. Cortar em pedaços pequenos e não muito grossos;
3. Mergulhar o vegetal em uma panela com água fervente;
4. Deixar ferver por 2 a 3 minutos, dependendo do alimento;
5. Retirar da água fervente e imediatamente resfriar em uma vasilha com água gelada e gelo por 2 minutos;
6. Depois, retirar o alimento do gelo e escorrer totalmente a água;
7. Colocar em pequenas quantidades em saquinhos apropriados culinários, removendo todo excesso de ar;
8. Etiquetar indicando a data.

REFERÊNCIAS

XAVIER, M.; M.; M.; MACHADO, A.; V.; COSTA, R.; O. Branqueamento de Frutas e Hortaliças: Uma Revisão. Revista Brasileira de Agrotecnologia (Garanhuns – PE – Brasil) v.4, n.1, p. 06-09, Jan-Dez, 2014. Disponível em: < https://www.gvaa.com.br/revista/index.php/REBAGRO/article/viewFile/3642/pdf-02 > Acessado em: 25 Jan. 2019

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO – Recomendações tecnicas para o processamento de hortaliças congeladas. ISSN – 1516-8247 julho, 2000. Disponível em: < https://www.agencia.cnptia.embrapa.br/Repositorio/doc40-2000_000gc3ptpgo02wx5ok01dx9lc8qfi73p.pdf > Acessado em 28 Jan. 2019

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Paula Stempniewsky

Paula Stempniewsky

Nutricionista formada pelo Centro Universitário São Camilo, em 2009, e pós-graduada em Nutrição Clínica pelo IMEN, sou especialista em emagrecimento e experiente em desportistas e em dietas vegetarianas e veganas. Sou também programadora neurolinguística pelo instituto Instituto Nacional de Desenvolvimento Pessoal (INDP) desde 2010, Coach formada pelo Nutritional Coaching em 2016 e atualmente faço formação em Ayerda e Culinária pela Clínica Dhanvantari. Realizo atendimentos que englobam um trabalho integrado com pilates, estética, yoga, danças, acupuntura e moda vegana.