Noz da Índia emagrece? Descubra se é mito ou verdade

Atualizado em 15 de fevereiro de 2019

|

Na busca pelo emagrecimento aparecem produtos que prometem perda de peso rápida e fácil, como a noz da Índia. Embora tenha propriedades laxantes e diuréticas, ainda há controvérsias sobre sua eficácia.

A seguir, entenda se a noz da Índia emagrece:

Afinal, noz da Índia emagrece?

Embora tenha se popularizado pelo poder de perda de peso, não há estudos que comprovem que a noz da Índia emagrece.

A única certeza é que ela tem propriedades laxativas que proporcionam o surgimento de diarreias. “Isso pode causar a falsa impressão de emagrecimento, mas o que verdadeiramente ocorre é desidratação (perda de água e eletrólitos) e perda nutricional”, explica a nutricionista Carla Estrela.

Faz mal?

Proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a noz da Índia pode comprometer a saúde e ainda levar à morte por ser tóxica quando consumida in natura – já que contém grandes concentrações de glicosídeos cardiotônicos.

Os efeitos colaterais, em sua maioria relacionados à intoxicação no fígado, podem surgir em 20 minutos após a ingestão de apenas um fruto e incluem:

  • Forte cólica abdominal
  • Diarreia
  • Desidratação
  • Enjoo
  • Vômito
  • Boca seca
  • Muita sede
  • Cãibras nas pernas
  • Pupilas dilatadas
  • Olhos fundos
  • Irritação e vermelhidão nos lábios e boca
  • Queda da pressão
  • Febre
  • Desmaio
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Dificuldade para respirar
  • Lentidão nos movimentos
  • Desorientação no tempo e no espaço
  • Sensação de formigamento
  • Alteração da sensibilidade
  • Dor de cabeça
  • Mal-estar generalizado

Há também uma “noz falsa”, com o nome científico de Thevetia Peruviana – conhecida como Chapéu de Napoleão –, que é altamente tóxica, embora muito parecida visualmente com o fruto das Índia, o que coloca em risco o bem-estar dos consumidores.

Segundo Carla, não existe nada melhor para o emagrecimento do que um bom acompanhamentos profissional e trabalho multidisciplinar de nutricionistas e profissionais de educação física. “Nenhum alimento é milagroso, portanto o emagrecimento duradouro e saudável só é possível por meio de reeducação alimentar e práticas regulares de exercícios”, conta Carla.

Fontes

Nutricionista Carla Estrela, da Chefinho Gourmet – CRN 06100268

Nutricionista Andréa Marim – CRN 15233