Alimentos diuréticos: 10 que desincham e eliminam líquido rapidamente

21 de janeiro de 2019

|

POR Bruno Botelho dos Santos

Alimentos diuréticos ajudam o corpo a se livrar do excesso de líquidos, principalmente água, cujo principal efeito é inchaço no abdômen e nos membros inferiores.

Vários fatores podem causar retenção de líquido, incluindo algumas condições graves de saúde, no entanto, na maioria das vezes a alteração é fruto de mudanças hormonais, imobilidade ou gravidez.

Se você tiver retenção de líquido repentina ou causada por alguma condição de saúde, busque um médico. Porém, caso você a desenvolva de maneira leve, alguns alimentos podem ajudar. Confira o que está por trás de cada um deles.

O que são alimentos diuréticos?

Alimentos diuréticos são aqueles que ajudam na eliminação de líquidos por meio do aumento da excreção de sódio e urina.

Eles são uma forma natural de desinchar e, consequentemente, diminuir medidas e parecer mais magro.

Principais alimentos diuréticos

As nutricionistas funcionais Patricia Davidson Haiat e Jéssica Nóboa indicam ingerir ao menos dois alimentos diuréticos por dia para evitar a retenção de líquido

 

pepino

HandmadePictures/Shutterstock

Mix de oleaginosas

As oleaginosas são opções nutritivas e saudáveis. Entre suas propriedades, está a presença de ômega-3 e o efeito diurético.

Há diversas variedades: amêndoas, nozes, pistache, castanha-do-Pará, macadâmia, amendoim, avelã, castanha-de-caju e castanha-de-baru.

Água

Ao manter o corpo hidratado, não haverá motivo para os rins reterem água para compensar desequilíbrios hídricos. Ou seja, a água possui fundamental efeito diurético.

Para saber o quanto beber por dia, multiplique 35 pelo seu peso. Por exemplo, uma pessoa de 45 quilos deve beber 1575 ml, enquanto uma de 80 quilos deve consumir 2800 ml.

Melão

Além de ser uma fruta com alto teor de água – o que ajuda na digestão e tem efeitos diuréticos – o melão possui cálcio, potássio e também vitaminas que combatem a ação dos radicais livres que prejudicam células saudáveis.

Brócolis

O brócolis conta com fibras e grandes quantidades de potássio, o que ajuda a equilibrar os níveis de sal do organismo e previne a retenção de líquidos.

Pepino

Pepino é rico nas vitaminas A, C, K e J e em várias do complexo B, sendo ótimo para visão, ossos, imunidade, fígado e músculos. A quantidade de minerais também chama atenção, principalmente de potássio, magnésio, cálcio, fósforo, zinco e manganês.

Melancia

A quantidade de água da melancia é ótima para a hidratação do organismo e, consequentemente, ajuda a reduzir a retenção de líquidos.

A fruta também combate os radicais livres e, como consequência, ajuda na prevenção de alguns tipos de câncer — principalmente de pâncreas, pulmão, cólon e próstata.

Abacaxi

Em geral, o abacaxi é rico em água, vitaminas (A, B e C), além de possuir boa quantidades de cobre, manganês, ferro, magnésio e fibras.

Graças ao seu alto teor de água, se torna um poderoso diurético natural ao ajudar na eliminação de toxinas pela urina e combater a retenção de líquido. Isso inclusive pode refletir na balança e ajudar a emagrecer.

Agrião

O agrião contém nutrientes essenciais para a saúde, dentre eles: vitaminas (A, C e do complexo B), ferro, ácido fólico, enxofre, potássio, cálcio, fósforo e fibras.

Ele é digestivo, faz bem para o fígado, é um ótimo diurético natural.

Chá de hibisco com cavalinha

O chá de hibisco possui ação diurética, por isso é muito utilizado por quem retém grande quantidade de líquidos.

A cavalinha contém diversos nutrientes, como vitamina C, potássio, cálcio, fósforo, entre outros. Ela também funciona como uma drenagem linfática natural no corpo, pois expulsa o excesso de água, mantém sais minerais essenciais e alivia inchaço.

Ou seja, a união do hibisco com a cavalinha tem diversos benefícios.

Salsão

O salsão se destaca pela presença de minerais, como sódio, cálcio, potássio, zinco, magnésio, ferro e cobre.

Tanto o salsão quanto a salsinha aumentam a produção de urina e a excreção de ácido úrico, permitindo que o corpo desinche

Como evitar inchaço?

Segundo a nutricionista funcional Patricia Davidson Haiat, o sistema linfático (responsável por drenar o excesso de líquido) não tem propulsor central, como acontece com o cardiovascular.

Então, para que os vasos linfáticos funcionem corretamente, são necessários alguns hábitos saudáveis como: prática de atividade física, consumo adequado de água, dieta equilibrada e consumo de alimentos que ajudam na eliminação de toxinas.