Conheça e evite 7 pecados da perda de peso

03 de agosto de 2017 ● POR Redação

Segundo dados levantados pela pesquisa Vigitel 2016, conduzida por um órgão do governo federal, mais da metade dos brasileiros está com sobrepeso (53%) — um crescimento de 26% em somente dez anos. Olhando para este dado, não é de se surpreender que tantas pessoas estejam fazendo de tudo para emagrecer. Mas a busca pela perda de peso às vezes pode seguir caminhos equivocados, prejudicando a saúde e fazendo efeito algum sobre os ponteiros da balança.

Pensando nisso, preparamos uma lista com as 7 atitudes de quem quer emagrecer, mas está fazendo isso do jeito errado.

1. Não variar o ritmo

Não variar a intensidade dos exercícios é um erro bastante comum. Isso porque, com estímulos diferentes, você utiliza diferentes tipos de fibras musculares e fontes energéticas — o que ajuda muito na queima de gordura corporal.

2. Treinar mais do que deve

Muita gente que quer emagrecer acha que deve passar três, quatro horas na academia treinando. Mas, na verdade, treinar demais estressa o corpo, o que dificulta a perda de peso e pode levar mais facilmente a lesões. Além disso, no descanso, o corpo libera hormônios que auxiliam no emagrecimento.

3. Fugir da musculação

Os treinos realizados na academia favorecem o ganho de músculos, que fazem com que o corpo gaste mais energia para “se manter”. Então não fuja da musculação. Dietas e exercícios aeróbicos são importantes, mas um treino de musculação bem regrado e orientado por um profissional também é fundamental.

4. Apostar apenas nas abdominais

Muitas pessoas focam muito nos abdominais pois, assim, acham que estão lutando contra as gordurinhas localizadas no culote. Mas, apesar de eles de fato fortalecerem a região, a aposta principal deve ser nos treinos aeróbicos, na academia e, claro, na dieta. Encare os abdominais apenas como a “cereja do bolo”.

5. Priorizar os treinos indoor

A resistência do ar e até a inclinação do asfalto fazem com que você gaste mais calorias, e não há inclinação de esteira que reproduza com fidelidade os benefícios de se exercitar ao ar livre — pelo menos por enquanto. Além disso, treinar ao ar livre faz com que você fique mais motivado para seguir se dedicando, porque influencia diretamente no humor e dá uma sensação ainda maior de bem-estar.

6. Achar que “secar” é simples

No começo, o emagrecimento é mais rápido. Entretanto, com o tempo, o corpo se adapta e isso exige mudanças constantes nos treinos e na dieta, se não a balança estaciona. Daí a importância de contar com a ajuda de treinadores e nutricionistas e não fazer dietas por conta própria.

7. Ligar demais para a balança

Fatores como ganho de massa muscular, variações na dieta e ingestão de líquidos fazem com que o peso varie — mas isso não significa que você não está perdendo gordura. Então, se você se pesar e perceber que está com alguns quilinhos a mais, não se desespere: na perda de peso saudável, também eliminamos gordura e ganhamos massa magra.

Cortar os carboidratos ajuda na perda de peso?

A privação de carboidratos diminui o fornecimento de energia para os músculos, causando fraqueza e até eliminação excessiva de sais minerais. Carboidratos, ao contrário do que muitos pensam, não são vilões. Apenas devem ser ingeridos de maneira equilibrada e inteligente, e podem ajudar — e muito — na perda de peso.