Noz-moscada: benefícios, quantidade segura para consumo, receitas e mais

28 de agosto de 2019

|

POR Gabriele Amorim

Noz-moscada é a semente do fruto da moscadeira, pertencente à família Myristicaceae e originária da Indonésia. O fruto em si é vermelho e, quando maduro, libera uma semente cujo interior abriga a especiaria.

Embora a noz-moscada possa fazer mal à saúde quando ingerida em grandes quantidades, ela não é uma vilã, pois oferece benefícios quando consumida corretamente, além de dar um toque especial a diversas receitas.

Propriedades

Cada 100 gramas de noz-moscada possui:

Água: 6,23 g
Energia: 525 kcal
Proteína: 5,84 g
Lipídio: 36,31 g
Carboidrato: 49,29 g
Fibra: 20,8 g
Açúcar: 2,99 g
Cálcio: 184 mg
Ferro: 3,04 mg
Magnésio: 183 mg
Fósforo: 213 mg
Potássio: 350 mg
Sódio: 16 mg
Zinco: 2,15 mg 

Benefícios da noz-moscada

Quando consumida dentro da quantidade indicada, a noz-moscada é uma especiaria que pode:

  • Melhorar a capacidade antioxidante do organismo
  • Aumentar a proteção contra câncer
  • Melhorar a digestão
  • Controlar a ansiedade
  • Prevenir convulsões
  • Reduzir sintomas de depressão

Ajuda a emagrecer?

Não existem evidências científicas que comprovem que a noz-moscada ajude a emagrecer. Contudo, conclui-se que alguns de seus benefícios podem ser usados a favor da redução de medidas, como melhora na digestão e diminuição da ansiedade, podendo até refletir na prevenção de quadros de compulsão alimentar.

Além disso, para que o processo de emagrecimento tenha sucesso, é fundamental adotar uma alimentação saudável e praticar atividade física regularmente.

Baixa a pressão?

Assim como sua ação emagrecedora, não existem evidências científicas que comprovem o poder da especiaria na redução da pressão arterial. Todavia, seus efeitos relaxantes podem fornecer efeito calmante, embora seu uso não seja recomendado para essa finalidade.

Como consumir

A forma mais comum de uso da noz-moscada é como tempero de carnes e molhos, mas também é possível adicioná-la a diversas outras receitas.

Riscos no consumo

A especiaria pode causar alucinações se consumida em grandes quantidades. Os efeitos são decorrentes da miristicina e da elemicina, substâncias que promovem sensações de relaxamento e bem-estar, mas que também induzem efeito alucinógeno. 

Além disso, o consumo da noz-moscada deve ser evitado por gestantes, pois possui substâncias abortivas, podendo causar complicações e prematuridade. 

Quantidade segura

A quantidade máxima de noz-moscada que pode ser consumida sem oferecer riscos à saúde é de cinco gramas por dia.

Onde encontrar?

O tempero pode ser facilmente encontrado em mercados, feiras e lojas de produtos naturais. É possível comprá-lo ainda como semente – para triturar no momento do uso – ou em pó.

Oito gramas da especiaria, o que equivale a duas sementes, custa em torno de R$ 6.

Receitas com noz-moscada

Fatias de bolo de canela sobre mesa de madeira com canela em pau e noz-moscada em semente ao lado.
Hans Geel/ShutterStock

Bolo de canela

Confira a receita publicada no canal Michaels Advertising Digital Company.

Ingredientes

  • 150 g de canela em pó
  • 150 g de noz-moscada em pó
  • 200 g de açúcar cristal
  • 220 ml de água
  • 330 g de farinha de trigo
  • 8 ovos
  • 150 ml de óleo
  • 4 colheres de sopa de fermento químico em pó

Modo de preparo

Em uma tigela grande, coloque os ingredientes líquidos e bata tudo muito bem com o auxílio de um fouet. Então, adicione todos os ingredientes secos e misture até formar uma massa homogênea. 

Unte uma assadeira grande com manteiga e farinha de trigo. Despeje a massa nela e leve ao forno preaquecido a 180 graus por aproximadamente 35 minutos. 

Molho bechamel

Essa receita de molho foi publicada no canal Maricota Na Cozinha.

Ingredientes

  • 50 g de manteiga
  • 50 g de farinha de trigo
  • 500 ml de leite
  • Noz-moscada em pó a gosto
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Leve uma panela média ao fogo para derreter a manteiga. Então, acrescente a farinha e misture muito bem com um fouet até formar um creme. Adicione o leite aos poucos, mexendo sem parar para não empelotar. 

Quando o molho estiver com a consistência ideal, acrescente o sal e a noz-moscada para temperar. 

Bife acebolado

Receita publicada no canal Aprendiz.

Ingredientes

  • 7 bifes de coxão duro
  • 3 dentes de alho picados
  • Sal a gosto
  • Salsinha a gosto
  • Pimenta a gosto
  • Colorau a gosto
  • Noz-moscada em pó a gosto
  • Suco de ½ limão
  • 1 cebola fatiada
  • Gordura da preferência para fritar

Modo de preparo

Em uma tigela, coloque a carne e os demais ingredientes, exceto a cebola fatiada. Misture tudo muito bem para que todos os temperos entrem em contato com os bifes.

Em uma frigideira quente, derreta a gordura que preferir. Acrescente de três ou quatro bifes de cada vez para grelhar.  Cozinhe-os em fogo alto e, quando estiverem dourados, vire e doure o outro lado. Reserve os bifes grelhados.

Na mesma frigideira com a gordura que restou, adicione a cebola fatiada e cozinhe até murchar.  Na hora de servir, despeje a cebola frita por cima dos bifes. 

Fontes

Nutricionista Débora Copelli de Lima, especialista em nutrição esportiva e clínica – CRN 53692

Nutricionista Vivian Cristina de Menezes Augustini, do Hospital Sírio-Libanês – CRN 24353

Nutricionista Daniel Barreto de Melo, mestre em Ciências pelo Programa de Alergia e Imunopatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – CRN 43696