Benefícios do gergelim: veja contraindicações e dicas de preparo

07 de maio de 2018

|

POR Patrícia Beloni

Os benefícios do gergelim começam pelo fato da semente ser extremamente rica em nutrientes, o que por si só já lhe garante uma série de vantagens à saúde.

De acordo com a nutricionista Marisa Resende Coutinho, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, cada 100 gramas de gergelim possui cerca de 584 calorias, divididas em diversas substâncias importantes para o nosso organismo.

São eles:

  • Proteínas: 21,2 mg;
  • Lipídios: 50,4 mg;
  • Carboidratos: 21,6 mg;
  • Fibras: 11,9 mg;
  • Cálcio: 825 mg;
  • Magnésio: 361 mg;
  • Zinco: 5,2 mg;
  • Niacina: 5,9 mg;
  • Tiamina: 0,94 mg.

Isso significa que a semente possuí 20% de proteínas, 18% de carboidratos, e 5% de fibras e cálcio, fósforo, ferro, potássio, sódio, magnésio e enxofre. O outros 52% são todos de óleo.

E após a extração dele, do farelo ou da farinha, estão cerca de 40% de proteínas. Vale lembrar que o óleo tem alta porcentagem de ácido graxo oleico. Portanto, é também um alimento rico em proteínas e sais minerais.

Os 9 principais benefícios do gergelim

1. Ajuda a emagrecer

Apesar de levemente calórico, se consumido nas quantidades indicadas (cerca de 30 gramas por dia), o gergelim pode ajudar a emagrecer. Isso porque é um alimento rico em fibras, que confere maior saciedade e, por isso, ajuda a comer menos.

Vale lembrar que nenhum alimento sozinho é responsável pela perda de peso. Segundo Marisa, somente uma dieta equilibrada, saudável e com a quantidade de nutrientes adequada às suas necessidades é que vai contribuir para a perda de gordura e a hipertrofia (ganho de massa magra). “E tudo isso ainda deve ser associado ao exercício físico, para então conseguir ter aquela barriga sequinha e uma cintura fina”, explica ela

2. Regula o intestino

Justamente por ser um alimento rico em fibras, é um ótimo regulador do trato intestinal.

3. Auxilia no treino

O gergelim é um bom alimento para quem pratica atividade física, pois é rico em proteínas. Elas ajudam a desenvolver a musculatura, aumentam a força, aceleram o crescimento celular, aumentam a energia e aceleram o metabolismo na medida certa.

4. Saúde dos cabelos

Como possui nutrientes antioxidantes, ajuda até a manter os cabelos mais saudáveis O óleo de gergelim, inclusive, possui vitaminas e minerais mais concentrados, que ajudam a fortalecer os fios e escurecer o tom natural, prevenindo os cabelos brancos por mais tempo.

5. Evita o envelhecimento precoce

Esses mesmos nutrientes são os responsáveis por manter a saúde da pele, evitando o envelhecimento precoce.

6. Previne câncer

São também os antioxidantes que tornam o gergelim um fortíssimo aliado na luta contra o câncer.

7. Fortalece os ossos

Por ser um alimento rico em cálcio, ele também ajuda no fortalecimento dos ossos e na prevenção de doenças como a osteoporose.

8. Previne anemia

Por conter ferro na composição, o gergelim é um alimento que ajuda até mesmo na prevenção de anemia ferropriva (causada por privação de ferro).

9. Previne doenças cardiovasculares

O óleo de gergelim possui uma quantidade considerável de gorduras boas — também chamadas de monoinsaturadas. Elas ajudam a reduzir o colesterol ruim e aumentar o índice de colesterol bom no organismo, o que ajuda a evitar problemas do coração.

Gergelim branco x gergelim preto

Os dois tipos de gergelim possuem poucas diferenças entre si. Além da cor, o preto possui mais vitamina A, cálcio e óleo do que o branco.

Portanto, acredita-se que ele ofereça mais benefícios ao organismo do que o branco. Entretanto, ambos os tipos são saudáveis e fazem bem.

Como preparar

A semente de gergelim é bem conhecida por vir em cima de pães ou como decoração de doces.

A sua indicação é de consumo sem torrar para aproveitar mais os seus nutrientes. A  melhor forma de absorvê-los é batendo num mix ou liquidificador.

Assim, ele pode ainda ser aproveitado como ingrediente para uma variedade enorme de receitas, como sucos, saladas, sopas, molhos, massas e bolachas.

O óleo de gergelim, assim como o tahine (que é a pasta de gergelim) também pode ser consumido e possui todos os nutrientes citados.

Contraindicações

Segundo a nutricionista, o gergelim só não pode ser consumido em excesso. Isso porque ele pode eventualmente causar irritações ou dores no estômago e no cólon.

Além disso, em grandes quantidades, o gergelim pode facilitar o ganho de peso — não só por sua alta quantia de calorias (cerca de 570 a cada 100 gramas), mas principalmente por apresentar volumes significativos de ácidos graxos.