Benefícios da moringa: superalimento contra a desnutrição

12 de junho de 2018 ● POR Amanda Grecco

Nativa da Ásia, a moringa (Moringa Oleífera) é uma árvore popularmente chamada de “árvore da vida” por ser classificada como um superalimento e ter riqueza nutricional muito acima da média. A planta pode ser aproveitada por inteira: suas raízes, folha, flores e sementes são extremamente substanciosas e possuem poder medicinal.

Para muitos cientistas, ela é considerada atualmente como uma grande aliada ao combate da desnutrição. Além de apresentar diversos outros benefícios para a saúde. Vamos conhecer quais são esses benefícios da moringa e como consumir.

Benefícios da moringa

A moringa é repleta de benefícios para a saúde: tem mais proteína do que um iogurte e tanta quanto a carne de boi; mais potássio que a banana e mais vitaminas que a laranja. Além disso, ela possui uma enorme quantidade de antioxidantes, muita vitamina A e B, ferro e uma variedade de aminoácidos essenciais. Também há diversos minerais presentes, como cromo, ferro, selênio e zinco.

Por tudo isso, ela é uma grande – e fundamental – aliada ao combate à desnutrição. Confira outros benefícios:

Perda de peso

A planta ajuda a acelerar o metabolismo e ajuda a combater a fome, reduzindo o impulso alimentar. Como ela também é rica em nutrientes benéficos, consegue equilibrar o nosso organismo e facilitar a perda de peso.

Repelente de insetos

Ela é usada para afastar insetos e larvas de populações rurais e em situação de vulnerabilidade, principalmente em regiões pobres da África. Estudos recentes mostraram que ela afasta os mosquitos transmissores da malária e também da dengue.

Estimulante de crescimento de outros cultivos

Foi descoberto que o extrato da folha de moringa contém um hormônio de crescimento de plantas. O suco das folhas frescas podem aumentar o rendimento das plantas em até 30% se utilizado para regá-las.

Atividade anti-inflamatória

As propriedades da planta são extraídas em extratos alcoólicos e aquosos para serem usadas na atenuação de dor e inflamação.

Ajuda na lactação

Devido à grade biodisponibilidade nutricional, a moringa incentiva a produção de leite, ajudando a lactante com a amamentação do bebê.

Função cicatrizante

Ela apresenta uma função bactericida e fungicida, fazendo com que a ferida da pessoa se mantenha limpa e cicatrize com mais facilidade.

Purificação da água

Se maceradas e adicionadas em água, as sementes de moringa atraem os sedimentos presentes no meio, num processo de decantação. A água purificada com essas sementes tem uma melhora de 99% na qualidade.

Melhora a imunidade

Com tantas vitaminas e nutrientes presentes na planta, sua ingestão acaba ajudando a restabelecer o sistema imunológico, prevenindo doenças e invasões de microrganismos oportunistas.

Contraindicações da moringa

Por possuir iodo em sua composição, pessoas com alergia ao componente ou com hipotireoidismo não devem consumi-la, pois há a possibilidade de agravamento do problema. Gestantes também devem consultar o médico antes de ingerir a moringa, pois a raiz da planta pode ter efeito abortivo.

Como consumir?

Folhas frescas

Não são tão fáceis de encontrar em centros urbanos, mas podem estar nas barraquinhas de plantas medicinais em feiras livres ou em herbários. As folhas frescas preservam todas as propriedades, podem ser consumidas em forma de salada ou chá e têm gosto picante.

Folhas secas

Comuns em casas de chá e produtos orientais, as folhas secas são ideais para fazer infusão. Consuma uma colher de sopa da planta infusa por 5 minutos em uma xícara d’água fervente. Também é possível adicionar outras ervas e especiarias, como paus de canela, cravos e lascas de gengibre.

Em pó

Tem grande concentração de vitaminas, e pode ser adicionado a sucos, saladas ou outros alimentos. Existem duas versões para a moringa em pó: farinha e pó concentrado. A farinha é a trituração das folhas secas e o pó concentrado é a peneiração da farinha para que sejam eliminados os galhos e impurezas.

É possível adicionar as duas opções a receitas como bolos, vitaminas e saladas.

Em capsula (pó ou óleo)

Esta é a opção mais prática e com maior concentração de vitaminas. É uma ótima opção para quem quer todos os benefícios da moringa, mas não consegue fazer o chá por falta de tempo ou ingerir o pó por não gostar do sabor.

Óleo de Moringa

É muito nutritivo e se parece com um azeite. Pode ser consumido em cápsulas ou adicionado a saladas e outros pratos. Não tem sabor forte e não deve ser aquecido acima de 55 graus para que não perca suas propriedades.

O óleo também ajuda a revitalizar a pele e cabelos, hidratado sem pesar. Tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes.

Cosméticos

Devido às propriedades antioxidantes e antissépticas, a moringa pode ser encontrada como princípio ativo de pomadas, sabonetes, máscaras faciais e hidratantes.