Alimentação balanceada para manter as doenças longe

06 de setembro de 2017

|

POR Lucas Coelho

Alimentação balanceada é uma das principais medidas para se levar uma vida saudável. Não adianta manter a forma com muita academia se não cuidar bem do que vai para o estômago.

O que comer

A nutricionista Izabella Carvalho Crochemore tem como primeira recomendação a inclusão de três a cinco porções de frutas por dia. Quais? Não importa, mas não vá comer somente cinco tipos de melão. “Quanto mais variadas, melhor. Cada fruta tem antioxidantes, nutrientes, compostos bioativos diferentes”, diz Izabella.

Ela também sugere vegetais e hortaliças tanto no almoço como no jantar, de preferência ocupando meio prato. Alimentos ricos em fibras, vitaminas, minerais, são sempre bem-vindos.

Trate de beber água todos os dias. Segundo Izabella, dois litros, ao menos. “E não adianta tomar tudo de uma vez. É preciso se hidratar ao longo do dia”, conclui.

O que evitar

Para os que gostam de sair salpicando qualquer prato que vêem pela frente, a especialista avisa: “o sal já está presente naturalmente nos alimentos. A recomendação é reduzir o consumo de sal, e, além disso, evitar temperos prontos, principalmente quem tem problema de pressão”. Deixando os saquinhos cheio de sabores e cheiros de lado, procure temperar os pratos de maneira mais natural, utilizando alho, cebola e ervas.

Entre as dicas bem conhecidas estão a redução de açúcares – refrigerante, bolo, doces – e frituras – pastel, coxinha, risole – e também a preferência por versões integrais de alimentos como pães, biscoitos e massas.

“É bom também fugir da gordura de má qualidade, como nos alimentos mergulhados em óleo. Busque gorduras boas, presentes no azeite, nas castanhas, no abacate, na linhaça. Mas tudo com moderação, claro”, avisa a nutricionista. “Essas gorduras ajudam no controle do colesterol e dos triglicérides.”