Alcachofra: tudo o que você precisa saber sobre o legume que emagrece

28 de janeiro de 2019

|

POR Mariana Amorim

A alcachofra é um legume de origem Mediterrânea, com cultivo muito acentuado em regiões da Itália. No entanto, sua adaptação foi muito bem sucedida na América do Sul, sendo o Brasil um de seus principais pontos de cultivo.

De nome científico Cynara scolymus, pode ser aliada da saúde por seus inúmeros benefícios, mas também pode ser usada como ingrediente da medicina natural.

É possível encontrá-la em estabelecimentos de produtos naturais, farmácias de manipulação, feiras livres e alguns supermercados.

Lista de propriedades

A alcachofra é repleta de propriedades benéficas para o organismo. 100 gramas contêm:

  • 85 g de água
  • 47 calorias
  • 3.27 g de proteína
  • 10.51 g de carboidratos
  • 5.4 g de fibras
  • 0.99 g de açúcar
  • 44 mg de cálcio
  • 1.28 mg de ferro
  • 60 mg de magnésio
  • 90 mg de fósforo
  • 370 mg de potássio
  • 94 mg de sódio
  • 0.49 mg de zinco
  • 11.7 mg de vitamina C
  • 1.046 mg de niacina
  • 68 µg de ácido fólico
  • 13 IU de vitamina A
  • 14.8 µg de vitamina K

Para que serve alcachofra?

Benéfico para grávidas

A alcachofra é rica em ácido fólico, também chamado de vitamina B9, substância necessária para a boa formação de glóbulos vermelhos no sangue. Além disso, trata-se de um ótimo alimento para grávidas manterem no dia a dia, já que também favorece o bom desenvolvimento do feto durante a gestação.

Saúde óssea

A vitamina K é outra importante substância, já que ajuda na saúde óssea e na boa qualidade da coagulação sanguínea.

Combate envelhecimento e câncer

A vitamina C faz desse legume uma ótima fonte de antioxidantes, responsáveis por prevenir a ação dos radicais livres – moléculas nocivas capazes de danificar células saudáveis –, que levam ao envelhecimento precoce e até ao desenvolvimento de doenças, como câncer.

Melhora do intestino

Uma alcachofra média contém quase 6 g de fibra alimentar, correspondente a cerca de 30% da ingestão diária de referência, contribuindo assim para a saúde intestinal.

Fígado saudável

O vegetal possui cinarina, ácido que pode auxiliar na saúde e funcionamento saudável do fígado.

Emagrece?

A alcachofra pode ser uma boa opção para dietas com restrição de calorias, já que uma unidade média contém apenas 60 kcal e 4 g de proteína.

Porém, vale lembrar que nenhum alimento emagrece por si só e, portanto, a perda de peso só ocorre se associada à alimentação saudável e à prática de atividades físicas.

Alcachofra em cápsulas e comprimidos: para que serve?

O uso de extrato de alcachofra deve ser feito apenas com orientação médica ou nutricional, já que pode causar efeitos colaterais, como gases e diarreia.

Há ainda risco de que possa piorar a obstrução de ductos biliares e a formação de cálculos biliares, devido ao estímulo no aumento do fluxo.

Faz mal?

O vegetal também é empregue na medicina alternativa.

Por exemplo, muitas pessoas usam o extrato de alcachofra para reduzir sintomas relacionados à indigestão, como náuseas, vômitos e dor de estômago. Porém, não há trabalhos científicos que comprovem tais benefícios e, portanto, é preciso ter cautela.

Quem não deve comer?

Mulheres que estejam em gestação e amamentando devem evitar consumir o extrato de alcachofra, embora sejam permitidas a ingerir o legume in natura

Quem tem problemas de condução da bílis, como obstrução do ducto, também não deve consumi-la.

Como comer?

 

Prato de alcachofra com aspargo.

Lyudmila Mikhailovskaya/Shutterstock

A alcachofra deve ser consumida no mesmo dia de compra, já que tende a estragar e perder propriedades rapidamente.

Procure escolher as unidades que apresentam coloração roxo-azulada e talo longo e flexível, já que as demais podem apresentar sabor amargo.

Na hora do preparo, para saber se a alcachofra já está cozida, a folha deve se soltar do coração com facilidade.

Receitas com alcachofra

Chá de alcachofra

Ingredientes

  • 3 colheres de sopa de folhas de alcachofra secas
  • 1 litro de água

Modo de preparo

Para preparar uma infusão, ferva a água e, depois, desligue o fogo. Em uma xícara ou panela, adicione a água quente às folhas de alcachofra secas e abafe por 10 minutos. Em seguida, coe a bebida e sirva sem adoçar.

Alcachofra assada

Ingredientes

  • 2 unidades alcachofras
  • Suco de 1/2 limão
  • 50 ml azeite
  • 1 dente de alho
  • Temperos e sal a gosto
  • 2 colheres de sopa de parmesão ralado

Modo de preparo

Corte as alcachofras ao meio e, com o auxílio de uma tesoura, corte as pontas de todas as folhas. Em seguida, retire o miolo dos vegetais com uma faca e uma colher. Despeje, então, o suco de limão no centro do miolo para que ele não fique escuro.

Em uma panela de pressão, cozinhe as alcachofras por cerca de 15 minutos ou até amolecerem.

Coloque as alcachofras em uma forma antiaderente e untada com azeite e leve ao forno preaquecido a 180º por 15 minutos.

Por último, prepare o molho com azeite, sal, temperos de sua preferência e alho amassado. Despeje esse tempero no centro e entre as folhas das alcachofras, já fora do forno, e finalize com parmesão ralado.

Alcachofra cozida

Ingredientes

  • 1 unidade de alcachofra grande ou duas pequenas
  • 100 g de manteiga
  • Suco de 1 limão
  • 1 pitada de pimenta branca moída
  • Temperos a gosto

Modo de preparo

Em uma panela, cozinhe o caule da alcachofra por cerca de 30 minutos em fogo médio ou até as folhas saírem com facilidade.

Enquanto isso, prepare o molho que irá temperar o vegetal misturando manteiga, limão, sal e outros temperos. Após o cozimento, disponha a alcachofra em uma tigela e despeje o molho em cima. Sirva em seguida.

 

Fontes

Nutricionista Clarissa Fujiwara. CRN 3/32841

United States Department of Agriculture. National Nutrient Database for Standard Reference Legacy Release.