Saiba quando mau humor é doença e veja 10 dicas para espantá-lo de vez

Atualizado em 11 de setembro de 2019

|

Quem nunca acordou de mau humor, de cara virada para a vida, ou simplesmente ficou irritado de uma hora para outra no meio do dia? Essa condição acompanha muitos por aí de vez em quando, mas em alguns casos pode ser um problema recorrente ou estar presente o tempo todo.

Segundo a psicóloga e coach Cristiane Pertusi, doutora pela Universidade de São Paulo (USP), é natural ficar de mau humor quando algo nos incomoda, como pegar um congestionamento muito ruim ou estar na presença de alguém que fica pisando no nosso pé.

Isso acontece porque, de acordo com ela, “o humor determina a forma com que nos relacionamos com os outros e com que lidamos com nossos problemas”.

Agora, engana-se quem acha que mau humor é só irritação ou cara feia, ou quem acha que ficar assim toda hora é normal. Ele pode ser um problema mais sério do que aparenta.

Entenda abaixo os sintomas do mau humor e descubra exatamente quando ele se torna perigoso.

Sintomas do mau humor

Muitos pensam que o mau humor em si é um sintoma, mas, segundo a psicóloga, o mau humor patológico traz embutidos outros sentimentos como intolerância, impaciência, baixo nível de energia e até tristeza. A pessoa se sente irritada, reclama de tudo e só enxerga o lado negativo das coisas.

“A autoestima da pessoa ‘mau humorada’ é sempre baixa, uma vez que no fundo ela não se gosta e não se valoriza. Não é uma pessoa bem sucedida profissionalmente ou socialmente porque cria muitas inimizades alimentadas por mal entendidos”, explica.

Fora isso, existem vários tipos de mau humor. O frustrado, que tem enxaquecas, cansaço e falta de confiança, se queixa muito e está sempre com raiva. Também sente dores musculares com frequência, e não é raro que desenvolva artrite e cefaleia.

Tem também aquele que despreza tudo, anda sobrancelhas para cima, rosto severo e é muito crítico. Vive permanentemente intolerante e sem disposição. Sofre com gastrite, úlcera, acidez e até alergias.

Quem está sempre de bico também entra na lista. Tem postura agressiva, está sempre na defensiva. Fica indignado de forma permanente e é mais suscetível a problemas cardiocirculatórios, hipertensão e infarto.

Há também aqueles que estão sempre tristes, com a boca e os olhos sempre para baixo. Amargurado, passivo e conformado, este tipo não aceita a realidade, é pessimista mas não faz nada para mudar sua realidade. Pode ter problemas de imunidade e caminhar para a depressão.

Mau humor de manhã

E por que algumas pessoas já acordam de mau humor? De acordo com a Associação Brasileira de Psiquiatria, levantar de mau humor logo nas primeiras horas da manhã está diretamente relacionado com um sono ruim. Por isso, é importante pesquisar as causas para que o problema não se agrave.

Segundo estudos da Universidade de Campinas (Unicamp), a noite mal dormida que leva ao mau humor matinal pode ter diversas causas. Podem ser desde problemas estruturais da cama, passando pela má alimentação e pela ansiedade natural e até depressão.

Ter mau humor matinal, no entanto, não significa necessariamente que a pessoa sofre de um problema permanente. Mas quando saber se é um simples distúrbio passageiro?

Mau humor ou depressão?

“Aos que explodem por qualquer motivo, só pensam de maneira negativa e não conseguem se relacionar bem com quem quer que seja por causa do mau humor, é bom saber que talvez haja um problema psiquiátrico associado a isso”, alerta a psicóloga Cristiane Pertusi.

O grande ponto é quando esses comportamentos e as alterações do estado de humor vão além do mau humor matinal e/ou passageiro, e acabam sendo constantes e prejudicando o cotidiano e a própria vida.

Nesses casos, pode ser que outras questões emocionais mais sérias estejam se manifestando também, como depressão, ansiedade ou outros transtornos.

As causas podem ser características da própria personalidade da pessoa e da história de vida, mas também podem estar relacionadas com desregulação de algumas substâncias cerebrais específicas.

Quando o mau humor é doença: distimia

Quando o quadro é permanente, o mau humor vira doença, e o nome dela é distimia. “Reconhecida pela medicina nos anos 1980, ela é uma forma crônica de depressão, só que com sintomas mais leves”, explica a psicóloga.

Este transtorno mental afeta ao menos 180 milhões de pessoas no mundo. Quando não tratadas, as pessoas com distimia tendem a se isolar. “A doença não deve ser subestimada, pois o paciente corre um risco 30% maior de desenvolver quadros depressivos mais sérios”, alerta a especialista.

Segundo ela, a pessoa fica irritada porque está chovendo ou porque está sol. Tudo é motivo para mau humor. Uma característica comum é a irritação e preocupação excessiva até quando a situação é positiva.

O doente consegue ver problema em casos aparentemente 100% benéficos, como ganhar na loteria. Eles apresentam tristeza, pessimismo, baixa autoestima e falta de prazer na maioria das atividades.

Enquanto o indivíduo com depressão grave fica paralisado, quem tem distimia continua tocando a vida, mas está sempre reclamando. Só enxerga o lado derrotista de tudo e não sente prazer em nada.

“A diferença entre ele e o resto dos mal humorados é que os últimos se queixam de um problema, mas param diante da resolução. Já a pessoa com distimia não fica feliz nunca porque começa a pensar em efeitos negativos, como ser alvo de assalto ou sequestro”, aponta Cristiane.

10 dicas para acabar com o mau humor

Para quem desconfia de ter algo mais grave do que o simples mau humor, que todos nós temos de vez em quando e é perfeitamente normal, é indicado procurar um profissional capaz de avaliar a situação e, assim, tomar a melhor providência.

Agora, se você tem mau humor quando acorda, quando está muito cansado, com fome ou em qualquer outro momento do dia, mas não tem esse problema com recorrência, vão aí algumas dicas que podem ajudar a reduzir e melhorar o astral:

1. Busque o autoconhecimento

A primeira coisa é entender mais sobre você e seu corpo. Fazendo isso, você vai compreender melhor a si mesmo, favorecendo sua qualidade de vida e suas relações afetivas. Isso ocasionará efeito diretos no humor.

2. Reserve um tempo para se exercitar

Depois da atividade física, há liberação de endorfina pelo cérebro, além de outras substâncias que estimulam o humor positivamente, dando sensação de prazer e de bem-estar. Exercícios podem ajudar a deixar o humor muito melhor.

3. Procure dormir bem

Descansar é essencial e ajuda a regular a vida fisiológica e mental. Quem dorme mal ou tem uma qualidade de sono ruim tem bem mais chances de acordar de mau humor porque não teve tempo suficiente para descansar e repor as energias.

4. Aprenda a dizer não

Priorize o que é essencial e filtre o que não é essencial para a vida e para o seu dia a dia. Assim, você terá mais alegria e saberá que está se dedicando a prioridades reais e não a questões irrelevantes.

5. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje

A frase é clichê, mas faz tanto sentido para reduzir o mau humor.

Isso porque os sentimentos que reinam quando adiamos determinadas atividades é de incapacidade e frustração. O ideal é ser organizado para fazer tudo com antecedência. É sempre bom ter método e planejar o cotidiano.

Tudo isso permite que as ações sejam realizadas sem estresse — e bom humor.

6. Pense positivo

Quando sentir que a irritação está a caminho, procure relaxar a mente e o corpo, sem se deixar levar pela agitação. Respire e expire calmamente e afaste os pensamentos negativos.

7. Não tente controlar tudo

É humanamente impossível ter controle sobre todas as coisas. O mau humor também está ligado a personalidades centralizadoras, pessoas que querem comandar o entorno e se sentem incapazes por não dar conta. Aceite que nem sempre é possível fazer isso e o humor tende a melhorar com o tempo.

8. Não leve trabalho para casa

A vida precisa ser dividida em três momentos: tempo para o trabalho, para você mesmo e para sua diversão e troca com amigos. Não subtraia nenhum dos três, pois isso também afeta o humor.

9. Adote uma alimentação saudável

Comer bem e optar por alimentos mais leves e saudáveis é um dos itens mais básicos para se viver bem, estar feliz com o próprio corpo e sem problemas de saúde.

Alguns alimentos influenciam diretamente no humor, como alface, banana, laranja, uva, mel, ovos, coco, espinafre e jabuticaba.

10. Busque ajuda

Se perceber que não consegue ter domínio sobre o próprio humor, procure trabalhos terapêuticos ou aconselhamento psicológico.

Outra opção é encontrar hobbies que te tragam prazer. Pode ser qualquer coisa, desde ir ao cinema, ouvir música ou levar um livro para ler num parque. Cada um sabe o que faz bem para si mesmo.