Mantenha-se ativo também no trabalho

03 de agosto de 2017

|

POR Redação

O uso da bicicleta como meio de locomoção até o trabalho, ainda que de forma bem embrionária, aos poucos ganha espaço nas cidades brasileiras. Uma opção que traz um duplo benefício. Ao mesmo tempo que a pessoa foge do trânsito caótico, ela ganha em qualidade de vida, já que pedalar é um ótimo exercício físico e ajuda a combater o sedentarismo.

Porém, ao chegar ao ambiente de trabalho, o sedentarismo pode voltar. Muitas pessoas encaram jornadas de oito horas sentadas em frente ao computador em condições que podem ser bastante prejudiciais à saúde.“Ficar em uma mesa por oito horas consecutivas ou mais não só prejudica a circulação e a visão, mas também contribui bastante com o ganho de peso e, consequentemente, com o desenvolvimento de problemas cardiovasculares”, afirma o fisioterapeuta da Reabilitação Cardiopulmonar do Hospital do Coração (HCor), Reginaldo Ceolin do Nascimento.

Mas não se desespere. De acordo com Nascimento mudanças simples no dia a dia dentro do escritório podem combater este problema. “Mudanças simples em alguns aspectos do nosso dia-a-dia podem garantir o bom funcionamento do organismo e o fortalecimento dos músculos, mesmo enquanto estamos no trabalho”, diz o fisioterapeuta. Uma ajudinha extra para manter o corpo ativo e manter-se aquecido para pedalar o trajeto de volta para casa. Confira algumas dicas.

Troque o elevador pelas escadas

A primeira dica de Nascimento é que a pessoa tente subir alguns andares de escada, desde que não tenha nenhuma dor nos joelhos. Claro, para quem trabalha em andares mais elevados, talvez seja difícil completar o trajeto. Nesse caso, Nascimento sugere que o indivíduo desça do elevador, alguns pisos antes, conforme a sua resistência, e vá até o escritório pelas escadas. “Esse exercício ajuda a perder peso e aumentar a resistência muscular da pessoa”, acrescenta o fisioterapeuta.

Faça alongamentos

Mais uma alternativa para combater o sedentarismo no trabalho, segundo Nascimento, é fazer alongamentos regulares na própria cadeira. Ou seja, aproveite que está sentado, recline-se e estique bem as pernas e os braços. “Além de acabar com a preguiça, esse exercício evita encurtamentos musculares que podem levar a dores lombares, entre outras. Nos minutos de pausa, aproveite também para fazer alongamentos desse tipo em pé”, sugere.

Movimente o pulso e alongue os dedos

Ao trabalhar com um computador, fazemos muitos movimentos repetitivos, enquanto digitamos e manuseamos o mouse. Por isso, é fundamental alongar os dedos e movimentar os pulsos regularmente durante o trabalho para evitar a manifestação de problemas como tendinite e lesão por esforço repetitivo (LER). “Para alongar os dedos, vire a palma da mão para cima e puxe os dedos para baixo e repita com a palma da mão para baixo, posicionando os dedos para baixo. Porém, faça isso com pouca força para não machucar o pulso”, ensina Nascimento.

Se possível, faça agachamentos

Entre os exercícios possíveis no ambiente de trabalho estão os agachamentos. Além de fortalecer os músculos das pernas, esse tipo de atividade física também diminui o número de calorias no organismo.

“Para fazer agachamentos no trabalho, apoie as costas em uma parede reta, com os pés ligeiramente afastados, e agache de vagar para se habituar ao exercício ou simplesmente sente e levante de uma cadeira mais alta com os joelhos partindo de 90 graus. Em seguida, aumente a velocidade, sempre com muito cuidado para não forçar ou mesmo lesionar os joelhos”, ensina Nascimento. “Caso sinta dores nas pernas ou na coluna, procure um ortopedista antes de seguir com esse tipo de atividade”, aconselha.

Mantenha-se em movimento

Quando mais tempo ficarmos parados, menos disposição teremos. Por isso, o fisioterapeuta recomenda que, de hora em hora, é importante levantar, caminhar e estar sempre em movimento. A movimentação constante ajuda a queimar calorias e também facilita o ato de esticar os músculos. “Uma dica é tentar marcar um horário para levantar, circular pelo ambiente de trabalho e, se possível, sair até a calçada também para tomar alguns raios de sol. Isso é bom para organizar os pensamentos e diminui o estresse. Portanto, nada de ficar parado. Mantenha-se em movimento!”, aconselha o fisioterapeuta do HCor.

Outra dica de Nascimento é que a pessoa, na medida do possível, evite manter água na mesa e procure ir até o bebedouro ou filtro sempre que a sede vier. “O melhor é que a pessoa escolha utilizar o bebedouro mais distante possível. Nos dias mais atarefados, ela pode até usar garrafas, mas, na hora enchê-las, é melhor que continue optando por filtros mais afastados para aumentar o tempo de caminhada. Isso também vale para a escolha do banheiro: quanto mais longe melhor”, finaliza.