Fila longa no banco? Faça um alongamento

01 de agosto de 2017

|

POR Redação

Enfrentar longas filas em bancos, supermercados, lotéricas e afins pode ser um pouco menos chato. A opção para fazer o tempo passar mais rápido que ocorre à grande maioria dos portadores de smartphone, de uns anos para cá, é deslizar os dedos na tela do aparelho e dar uma olhada nas redes sociais. Mas existe uma opção mais saudável para combater o tédio. Fazer um alongamento é uma ótima escolha, não só para relaxar a musculatura como também para melhorar o humor.

“Essa opção tem a ver com a chamada ginástica laboral, de aproveitar determinados momentos do dia para se exercitar. O alongamento proporciona relaxamento e estimula a produção de hormônios que vão propiciar uma recuperação muscular, melhorar o humor e até incrementar a criatividade de quem enfrenta uma fila longa e chata”, diz José Carlos Fernando, o Professor Zeca, treinador da assessoria ZTrack.

Treinador que trabalha na Life Assessoria Esportiva, Carlos Roberto Araújo explica que o estresse, que pode, em tese, desencadear uma discussão acalorada numa fila de banco, por exemplo, tem uma explicação fisiológica. “O acúmulo de sangue parado em regiões do corpo, provocado pela permanência em pé por tempo excessivo, sobretudo no quadril, joelho e tornozelo, dificulta o retorno venoso. Isso causa irritação. Exercitar-se é importante para fazer o sangue circular e evitar isso”.

Araújo, nos ingratos momentos em que tem que pagar uma conta, aplica o conhecimento acumulado em anos de estudo em si próprio. “Eu mesmo treino, e não é por treinar regularmente que eu não sinta dor. Os alongamentos, nesses momentos de fila, me aliviam muito. Estou sempre me exercitando quando posso e não existe motivo para não aproveitar o tempo ocioso numa fila”.