Chá verde: benefícios, poder de emagrecer, como fazer e mais

O consumo de chá verde pode trazer uma série de benefícios que vão desde a prevenção até o tratamento até o tratamento de doenças, a exemplo de derrame, osteoporose e câncer. O alimento se popularizou e atualmente é vendido em inúmeras formas, como chá e cápsulas, mas ainda há dúvidas acerca de seu consumo. Tire-as a seguir:

Quais os benefícios do chá verde?

Ajuda a melhorar a memória

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Basel, na Suíça, descobriu que a Camellia sinensis (planta que dá origem ao chá verde) tem potencial para melhorar a saúde cognitiva, principalmente no que diz respeito à capacidade de gravar informações.

Controle de colesterol e glicemia

A ação dos taninos e catequinas, polifenóis de origem vegetal, ajuda a controlar os níveis de colesterol alto e glicemia no organismo.

Ação antioxidante

A alta concentração de antioxidantes na erva promove a remoção de radicais livres produzidos pelo próprio organismo.

Aumento da concentração

O chá verde é composto por cafeína, e isso faz com que a pessoa fique mais “ligada”. De acordo com um estudo holandês publicado no periódico American Journal of Clinical Nutrition, ingerir o chá também pode melhorar a concentração.

Ossos mais saudáveis

De acordo com estudos publicados também no American Journal of Clinical Nutrition, devido ao alto teor de polifenol – um poderoso antioxidante –, o chá verde pode deixar a estrutura óssea mais firme e forte e, assim, evitar doenças como artrite e osteoporose.

Auxilia na digestão

Alguns compostos bioativos estimulam a microbiota do intestino, facilitando a digestão.

Previne o derrame

Segundo estudo do Centro Cerebral e Cardiovascular Nacional do Japão, o hábito de beber chá verde e café reduz as chances de uma pessoa sofrer um acidente vascular cerebral (AVC (abre numa nova aba)">AVC).

Os cientistas acompanharam por 13 anos cerca de 83 mil japoneses na faixa etária de 45 a 74 anos e os resultados mostraram que aqueles que bebiam pelo menos quatro xícaras da bebida diariamente apresentaram probabilidade 30% menor de ter um derrame.

Provavelmente isso se deve à ação anti-inflamatória e antioxidante das catequinas, bastante presentes no chá verde.

Chá verde emagrece?

A união entre a infusão, hábitos saudáveis e exercícios físicos auxilia também na perda de peso devido à ação termogênica que potencializa a queima de calorias. Portanto, chá verde emagrece mesmo.

Uma pesquisa conduzida pelas universidades de Surray e Glasgow, ambas no Reino Unido, constatou que pessoas que ingerem o chá verde diariamente podem perder quase dois quilos em apenas 12 semanas.

Quem não pode tomar?

Por causa do efeito termogênico, pessoas com pressão alta, problemas na tireoide e glaucoma devem evitar a ingestão do chá.

Pessoas com sensibilidade à cafeína ou insônia devem consumir chá verde com menor frequência e longe do horário de dormir. Gestantes e crianças também devem evitar o consumo.

Onde comprar e qual o preço?

O chá verde pode ser facilmente encontrado em mercados e lojas de produtos naturais em sua versão seca ou até mesmo em sachês individuais prontos para infusão. 100 gramas do chá custa em torno de R$ 5,00.

Como consumir?

O consumo de chá verde deve ser feito longe das principais refeições, pois ele possui substâncias que podem atrapalhar a absorção de ferro e cálcio. O ideal é esperar pelo menos 40 minutos para consumir.

Quanto tomar?

Pode ser consumidas até quatro xícaras de 200 mililitros do chá por dia.

Como preparar chá verde?

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de chá verde 
  • 1l de água

Modo de preparo

Coloque a água em uma chaleira e leve-a ao fogo. 

Quando a água estiver quente e formando as primeiras bolhas, antes de ferver, desligue o fogo. Adicione a erva e abafe por três minutos.

Então, coe o chá e o mesmo estará pronto para consumo. Se desejar, adoce com açúcar demerara ou mel, sem adicionar muitas calorias.

Se preferir, compre o chá verde já em sachês individuais e prepare-o conforme a instrução da embalagem.

Fontes

Nutricionista Débora Copelli de Lima, especialista em nutrição esportiva e clínica – CRN 53692

Nutricionista Marcela Rabello, do Hospital Sírio-Libanês –CRN 41451

Nutricionista Márcia Faustino, do Hospital Sírio-Libanês – CRN 12767

Nutricionista Vivian Ragasso, do Instituto Cohen de Ortopedia, Reabilitação e Medicina do Esporte – CRN 27202