Fazer as unhas: hábito que exige cuidado

03 de novembro de 2017

|

POR Marina Zyrianoff

Além de sinal de vaidade, fazer as unhas é um sinal de cuidado e carinho com você mesmo(a). Mas este cuidado começa muito antes de entrar na manicure: o primeiro ponto de atenção para ter unhas saudáveis é a alimentação — e isso vale para homens e mulheres.

A ingestão de alimentos com vitaminas A, B e D é muito importante para que unhas, cabelos e pele estejam sempre fortes e resistentes às ações externas. Pode reparar: eles refletem exatamente como está nosso organismo. Se as unhas estão quebradiças, por exemplo, é bom ficar atento, porque pode ser sinal de falta de vitaminas.

Frutas e verduras também são itens essenciais para uma alimentação balanceada, além, é claro, da água — a ingestão da quantidade correta é fundamental para fortalecer as unhas.

O segundo ponto de atenção é a higiene. Apesar de ser um hábito higiênico, que tem a finalidade de deixar as unhas mais limpas, fazer as unhas também pode representar alguns riscos de infecções. Para que isso não ocorra, é preciso estar atento ao procedimento e seguir algumas dicas.

Dicas e cuidados para fazer as unhas

  • Retirar a cutícula, hábito muito comum em salões de beleza, facilita a entrada de fungos e bactérias na pele. Então, se puder, evite;
  • Confira sempre se os materiais usados são esterilizados. Isso ajuda a evitar problemas como micose ou até mesmo doenças mais graves, como hepatite;
  • Evite, também, o uso contínuo de esmaltes. Sempre que possível dê uma folga às unhas para que elas se revitalizem.

Outros hábitos, como esfoliar mãos e pés, devem ser praticados com extremo cuidado e somente após avaliação de um dermatologista. Usar sapatos muito fechados também podem prejudicar as unhas dos pés.

Para cuidar e fazer com que suas unhas estejam sempre bonitas e fortes, outra dica é aplicar creme hidratante pelo menos três vezes por semana. Fora isso, opte por cortar as unhas em linha reta (em vez de fazê-lo no formato arredondado) para evitar que impurezas entrem em seu organismo. E, sempre que possível, lave bem as mãos — incluindo as unhas — para tornar o hábito de fazer as unhas ainda mais seguro e cuidadoso.

Lembre-se: mais que um sinal de beleza, ter as unhas sempre bem feitas é sinal também de boa autoestima, afinal este é um momento em que você se dedica somente a você, então aproveite, mas não se esqueça dos cuidados básicos também.