Cronograma capilar: o que é, como fazer e resultados esperados

31 de janeiro de 2019

|

POR Manuela Sampaio

O cronograma capilar é um método que permite identificar fragilidades do cabelo para depois determinar qual é a melhor forma de tratá-lo. Tudo isso seguindo uma agenda pré-estabelecida: em cada dia você supre uma necessidade diferente dos fios. Saiba mais:

O que é cronograma capilar?

Bruno Oliver, hairstylist à frente do Oliver Salon, de Brasília, explica que o cronograma capilar é uma sequência de tratamentos capilares para recuperar os fios e conquistar cabelos fortes, com brilho, saudáveis, macios e sem frizz.

Indicação

A técnica é uma boa pedida para quem quer repor nutrientes, água e massa nos fios, geralmente perdidos por causa de procedimentos químicos, como coloração, escova progressiva ou mechas.

Há objetivos diferentes para apostar no método.

Muitas pessoas adotam o cronograma capilar para crescimento dos fios, o que faz sentido porque um cabelo bem cuidado dependerá menos de cortes e crescerá saudável, embora não mais rápido que o normal.

É muito usado ainda por pessoas com cabelos crespos e cacheados, a fim de garantir maior definição das ondas.

O cronograma capilar ainda é necessário pra quem faz procedimentos químicos, como mechas, visto que é capaz de manter a cor bonita e preparar a cabeleira para retoques. “Neste caso, o ideal é fazer os procedimentos antes e depois da coloração”, destaca o hairstylist.

Fases

 

Mulher fazendo cronograma capilar.

Africa Studio/Shutterstcok

O cronograma capilar é dividido em três fases, a depender da necessidade do cabelo.

Hidratação

“A hidratação devolve água aos fios, deixando-os macios, saudáveis, com movimento e brilhantes”, afirma Bruno Oliver. “Serve para todos os tipos de cabelos, com ou sem química”.

O hairstylist explica que mesmo os fios oleosos devem fazer hidratação, pois a oleosidade só se encontra na raiz. “O meio e as pontas dos cabelos tendem a ressecar mais por causa de químicas ou até ações do tempo ou temperatura, como sol, mar, cloro, água muito quente ou uso excessivo de babyliss e chapinhas”.

O ideal é fazer a hidratação duas vez por semana.

Nutrição

A nutrição devolve vitaminas, lipídios e óleos naturais para o cabelo. Fios com muito frizz ou ressecados por processos químicos devem fazer tratamentos de nutrição. No cronograma capilar para cabelos enrolados, a nutrição ainda ajuda a deixar os cachos mais definidos.

“Como água e óleo não se misturam, a água (hidratação) permanece no interior dos fios e o óleo (nutrição) em volta”, explica Bruno. Portanto, esta fase também serve para manter a água dentro das madeixas.

A nutrição pode ser feita uma vez por semana.

Reconstrução

A reconstrução, por sua vez, devolve queratina, proteínas e aminoácidos perdidos por meio de processos químicos que deixaram o cabelo sensível, elástico ou quebradiço.

“O tratamento penetra a camada mais profunda e devolve vitalidade e estrutura para que as madeixas fiquem fortes e saudáveis”, destaca o especialista.

Mas, atenção, queratina em excesso pode deixar os fios duros e até mesmo quebrá-los, por isso é preciso muito cuidado nessa etapa do cronograma. O ideal é usar a queratina no salão e a máscara reconstrutora como manutenção em casa.

O procedimento é indicado uma vez ao mês e deve ser intercalado com hidratação e nutrição.

Como fazer?

O primeiro passo para fazer um cronograma capilar caseiro é identificar as necessidades dos fios: hidratação (indicada para todo tipo de cabelo), nutrição (se estiver com muito frizz e ressecado) e reconstrução (cabelo sensível, elástico ou quebradiço).

A melhor opção é consultar um profissional que ajudará a responder esta questão e indicará produtos.

Produtos

Os produtos para hidratação, por sua vez, envolvem cremes que devolvem umidade às madeixas – como os à base de substâncias como pantenol, babosa e ácido hialurônico.

Para nutrição, entram em cena cosméticos com óleos vegetais, como óleo de coco e manteiga de karité.

A reconstrução é feita com máscaras à base de queratina, proteínas e aminoácidos.

Como montar?

Por fim, é hora de montar a agenda do cronograma capilar.

Sempre comece pela hidratação. Um cronograma generalista envolve oito hidratações (em média duas por semana), seis nutrições (de uma a duas por semana) e uma reconstrução por mês.

Comece pela hidratação e faça um intervalo de dois dias entre cada tratamento.

Quanto tempo dura?

Os resultados podem ser mantidos indeterminadamente se o cronograma continuar a ser feito, mas com adaptações. Ou seja, a agenda muda com o tempo, de acordo com as necessidades dos fios.

Por exemplo: caso seja recomposta a massa do cabelo e os procedimentos químicos abandonados, a reconstrução pode deixar de ser o foco, dando mais espaço para nutrições e hidratações. Assim, o cabelo ficará saudável sempre.

Como escolher um cronograma capilar?

A indicação de Bruno Oliver é buscar um profissional para saber o tratamento ideal para cada tipo de cabelo, visto que ele é capaz de identificar características dos fio.

Resultados esperados

O processo de recuperação de fios danificados costuma ser demorado, mas é possível ver melhorias a partir da primeira aplicação.

O esperado é que o cabelo fique saudável, brilhoso, com movimento e sem frizz.

 

Fonte

Hairstylist Bruno Oliver, do Oliver Salon, de Brasília.