Alongamento de cílios: tipos, como é feito, cuidados, riscos e mais

13 de maio de 2019

|

POR Gabriele Amorim

Cílios são pelos do corpo que têm a função de proteger os olhos de impurezas que possam fazer mal ao seu funcionamento. Além disso, quando grandes e bem cuidados, são responsáveis por garantir um visual mais atraente, o que faz com que muitas pessoas busquem pelo alongamento de cílios.

A técnica é relativamente simples, porém deve ser bem executada para evitar intercorrências que ponham em risco a aparência e a saúde do cliente.

Saiba como o alongamento de cílios é feito e quais cuidados devem ser tomados.

O que é alongamento de cílios?

O procedimento promete, como o nome já diz, deixar o olhar mais volumoso por meio da colocação de cílios sintéticos entre os naturais.


Tipos de alongamento de cílios

Fio a fio

Nesta técnica, que fornece resultado natural, os fios sintéticos são colados um a um nos fios naturais já existentes para gerar maior volume.

Volume russo

Também chamado de alongamento de cílios especial, inclui a aplicação de tufos finos de cílios que podem conter até 20 fios. Essa técnica dá muito volume aos cílios, tornando o olhar marcante e menos natural.

Híbrido

Na híbrida, mescla-se a técnica fio a fio com a russa, de modo a fornecer volume e naturalidade ao mesmo tempo.

Como é feito?

Procedimento

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os fios sintéticos não são colados diretamente na pele, mas sim nos próprios cílios naturais com auxílio de uma cola com cianoacrilato em sua composição.

Segundo a esteticista Karina Glasser, existem diferentes espessuras, cores e qualidades de fios. “Quanto maior a qualidade do fio sintético, maior será a naturalidade e o conforto no resultado final em quem recebe o procedimento”, afirma a profissional.

O procedimento dura de uma a duas horas e não dói.

Após a colocação, é indicado aguardar pelo menos 24 horas para lavar os olhos.

Manutenção

É preciso tomar cuidados básicos para que o alongamento de cílios tenha sucesso e segurança.

A manutenção do procedimento é indicada de duas a três semanas após a primeira sessão, respeitando o crescimento natural dos fios.

O uso de máscara de cílios deve ser totalmente dispensado, pois a composição do cosmético pode prejudicar o alongamento, levando à queda dos fios sintéticos. Em exceções, pode-se usar somente produtos que sejam laváveis, ou seja, não á prova d’água.

O uso de demaquilante também deve ser evitado porque pode remover a cola que une os fios falsos aos naturais.

Duração

O alongamento de cílios dura em média um mês, visto que o crescimento e a queda dos cílios naturais leva à remoção dos sintéticos.

Contudo, há algumas condições que podem acelerar a queda e reduzir a vida útil dos resultados, como uso de rímel, clima quente e piscina.

Riscos

De acordo com a dermatologista Juliana Toma, se o alongamento de cílios não for feito com os cuidados de higiene podem ocorrer grandes desconfortos. “A pessoa pode apresentar reação alérgica, inflamação ou até infecção”, alerta.

Em caso de anormalidade na região dos olhos após o procedimento, é indicado consultar um dermatologista ou oftalmologista.

Alergias

Embora seja possível, é bastante raro uma pessoa apresentar alergia à cola utilizada no alongamento de cílios.

Por isso, é importante que o profissional responsável faça um teste de contato em outra parte do corpo do paciente, a fim de confirmar se o procedimento pode ser feito ou não.

Queda dos cílios naturais

Quando não aplicado com distanciamento, peso e produtos adequados, o procedimento pode fazer com que os fios naturais caiam.

Contraindicações

O alongamento de cílios pode ser feito por qualquer pessoa e não apresenta contraindicações.

Ele deve ser feito apenas por profissionais qualificados para tal, em estabelecimento confiável e higienizado.

Preço

O procedimento é encontrado em clínicas de estética e salões de beleza. Seu preço é de R$ 150 a R$ 400, dependendo da qualidade e quantidade dos produtos utilizados.


Fontes

Dermatologista Juliana Toma, pós-graduada em Oncologia Cutânea pelo Hospital Sírio Libanês – CRM 156490

Esteticista Karina Glasser, criadora da técnica “Volume Luxo” de alongamento de cílios.