Vício em doces: estratégias para se livrar da compulsão por açúcar

Atualizado em 11 de novembro de 2019

Por: Marília Sussaio

NUTRICIONISTA | CRN 39892

Muitas pessoas já sabem que o consumo de açúcar em excesso faz mal para a saúde e pode levar a diabetes, aumentos das taxas de triglicérides, aumento dos níveis de gordura no fígado e quilos a mais, mas como controlar aquela vontade que chega a ser um vício em doces?

Nesse caso, é importante compreender as reais vontades: o que você está sentido é fome ou vontade de comer? Identificar isso vai trazer independência e liberdade, visto que quem está com fome não escolhe os alimentos, mas aquele tipo de pessoa que mesmo satisfeito tem uma vontade incontrolável de açúcar pode ter compulsão por doces.

O primeiro passo para se livrar desse vício é admitir que o consumo de doces saiu do controle, ou seja, que você já não controla a quantidade e a frequência.

A segunda coisa é estar consciente de que são necessárias boas estratégias e não contar apenas com boa vontade e determinação, pois provavelmente em algum momento elas vão te sabotar, tornando esse processo penoso e cansativo. Para isso, crie estratégias como as a seguir:

Como se livrar do vício em doces

Diminua frequência que sente o sabor doce

Evite não apenas as sobremesas, mas também bebidas adoçadas, balinhas que beliscamos ao longo do dia, biscoitinho e o próprio adoçante. Cada vez que se sente o doce o ciclo de vício é reforçado.

Reduza aos poucos. Por exemplo, se você consome três cafés com açúcar todos os dias, reduza para dois e, depois, para um. O mesmo vale para refrigerantes e demais doces.

Deixe o consumo apenas para momentos que realmente valem a pena.

Evite processados e refinados

Evite o consumo de alimentos processados e refinados, como macarrão, pães e biscoitos. Apesar de nem sempre ser adocicados, o produto final na digestão é a glicose.Quando absorvida, essa substância causa o mesmo efeito do açúcar no corpo, incentivando a compulsão por doces.

Foque no bem-estar

Quando estamos com queda da serotonina, hormônio que dá a sensação de prazer, temos a falsa impressão de que comer doces dará felicidade, então ter um estilo de vida que favoreça o bem-estar é bem-vindo. Por isso, pratique exercícios, faça meditação, controle o estresse e viva em um ambiente sadio para o corpo e a mente.

Cuidado com adoçantes

Por mais que não tenham açúcar e calorias, os adoçantes têm gosto doce, portanto podem estimular a vontade de doces.

Assim, eles devem ser consumidos com moderação para acabar com o vício em doces e não aumentá-lo.

Se distraia

Estar desocupado facilita a intensidade da vontade de comer doces, portanto se mantenha ocupado. Distrair sua cabeça vai ajudar.

Durma bem

Quando se tem uma má noite de sono é comum querer comer mais, e pior: ter vontade de alimentos que dão energia, como doces. Desse modo, fazer a manutenção do sono é fundamental para ter controle.

Não faça dietas de corte caloria

Os regimes focados apenas na quantidade, e não na qualidade, dos alimentos levam à compulsão. O correto é seguir uma dieta rica em comidas altamente nutritivas, como vegetais, verduras, folhas, frutas, castanhas e proteínas.

Tire as tentações da frente

Vai ser muito mais fácil resistir ao vício em doces se não tiver acesso a eles. Tire-os da sua casa, do seu campo de visão e do seu ambiente de trabalho e preencha esse espaço com alimentos nutritivos.

Cuide do seu intestino

Consuma regularmente probióticos. A composição da flora intestinal está diretamente ligada à vontade de comer doces e carboidratos, então colonize-a com bactérias do bem, como as presentes nas bebidas fermentadas kombuchá e kefir.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde