Tratamento para cicatriz de acne: 6 opções para acabar de vez com as marcas

Atualizado em 11 de novembro de 2019

Por: Juliana Toma

DERMATOLOGISTA | CRM 156490

Na adolescência é muito comum a presença de cravos e espinhas no rosto, nas costas e nos ombros. Há indivíduos com maior e menor predisposição a tais lesões, mas seu surgimento também depende de fatores emocionais, alimentares, tipo de pele, cuidados pessoais, etc. Embora as lesões possam ser tratadas, é frequente a incidência de casos que resultam em cicatrizes de acne. Saiba como tratá-las:

Como surge cicatriz de acne

Pequenos furos nas bochechas e na testa costumam ser consequência do ato de espremer cravos e espinhas de forma inadequada, de modo a machucar a pele e impedir a cicatrização de forma efetiva. Além disso, muitas vezes a pessoa se expõe ao sol após cutucar a acne, o que aumenta o risco de cicatrizes.

É importante alertar os jovens sobre a prevenção destas marcas, sendo preferível optar por tratamentos dermatológicos ou estéticos do que continuar apertando a acne.

No entanto, quando o problema já está instalado, é necessário recorrer ao tratamento de cicatrizes de acne.

Como tratar cicatriz de acne

Há diferentes maneiras de tratar as marcas de acne, dependendo da profundidade da cicatriz, da idade do paciente, do tipo de pele e da urgência.

Medicamentos

Medicamentos, cremes e vitaminas são indicados para casos em que as marcas são muito superficiais e novas, sendo uma forma de prevenção primária para evitar o agravamento das cicatrizes.

Peeling

Consiste em um tratamento feito com ácido aplicado diretamente na pele.

É considerado um dos melhores tratamentos para cicatrizes de acne, pois descama a camada velha da pele, estimulando a produção de elastina e colágeno e, portanto, a renovação da pele.

Vale informar que a eficácia do tratamento só existe em longo prazo, ou seja, não é em apenas uma sessão que o resultado é alcançado, mas recomenda-se cerca de 15 sessões com frequência semanal.

Microagulhamento

É um tratamento relativamente novo no mercado. Consiste na inserção de pequenas agulhas mecanizadas em um rolinho, o qual é passado sobre a pele afetada com a finalidade de provocar microlesões, promovendo a recicatrização da pele de forma eficaz e uniformizada, diferente do processo pelo qual passaram as cicatrizes de acne.

Este tratamento ainda estimula a produção de colágeno e fibras.

Preenchimento

Muitas marcas são extremamente profundas e antigas, o que dificulta o sucesso dos tratamentos anteriores, tornando interessante a realização de preenchimento com ácido hialurônico ou gordura.

Eles consistem na aplicação da substância através de injeções na pele com finalidade de uniformizar sua superfície, que devido às cicatrizes fica com aspecto de relevos.

Laser

A aplicação de microrraios laser causa pequenas lesões na pele, provocando a cicatrização adequada.

É um tratamento recomendável por ser muito eficaz, uma vez que atinge a camada mais profunda da pele, além de intensificar a ação de cremes, vitaminas e medicamentos.

Dermoabrasão

Trata-se de uma descamação, já que promove esfoliação profunda por meio de aparelhos apropriados que deixam a pele em contato com cristais de óxido de alumínio ou com material adiamantizado.

Este tratamento também estimula a cicatrização, diminuindo consideravelmente o aspecto das cicatrizes de acne.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Juliana Toma

Juliana Toma

Médica formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com residência médica em dermatologia pela UNIFESP, pós-graduação em Oncologia Cutânea pelo Hospital Sírio Libanês e Fellowship em tricologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. CRM 156490