Mitos e verdades sobre sal rosa do himalaia

Atualizado em 11 de novembro de 2019

Por: Marília Sussaio

NUTRICIONISTA | CRN 39892

Sal rosa, conhecido também como sal do Himalaia, fez enorme sucesso nos últimos tempos devido à fama de ter boa composição nutricional. Porém, esse é um convite a fazer uma reflexão sobre os reais benefícios desse alimento e se vale a pena investir nele.

4 mitos e verdades sobre sal rosa

Tem menos sódio

Verdade: não é novidade que todo sal contém sódio, composto que aumenta a pressão arterial e a retenção de líquidos, e, nesse quesito, o sal do Himalaia realmente se destaca, visto que tem quase metade do sódio da versão tradicional.

Apresenta 80 minerais

Mito: é comum encontrar na internet a informação de que o sal rosa tem mais de 80 minerais. A tabela periódica tem 92 elementos e apenas 20 deles são essenciais, já os outros se dividem em gases nobres, elementos radioativos e tóxicos – como chumbo, arsênio e mercúrio. Logo, é preocupante consumir os prometidos 80 minerais que o sal rosa pode conter.

Mesmo se, de fato, ele tivesse todas essas propriedades, dificilmente alguém consumiria quantidade suficiente para colher esse benefícios. O brasileiro ingere, em média, 12 gramas de sal por dia (o que está acima da recomendação da Organização Mundial da Saúde), portanto a quantidade de minerais ingerida é muito pequena.

Sal do Himalaia não faz mal

Verdade: a ideia aqui não é “demonizar” o sal do Himalaia, mas sim chamar atenção para as “firulas” que são inseridas na alimentação com a esperança de obter milagres, sendo que o verdadeiro responsável por um corpo saudável é a alimentação diária como um todo. Portanto, se dedique ao básico.

Agora, não se preocupe se você não resistiu à influência da massa e comprou o sal rosa: o consumo dele não faz mal, só não vale a pena gastar tanto por um produto que agrega tão pouco.

Todo sal rosa é do Himalaia

Mito: há versões falsificadas do sal do Himalaia no mercado, que nada mais se tratam do que o sal grosso tradicional com corante alimentício vermelho. Para revelá-las, lave uma parte do produto ou coloque-a em um copo de água: se for adulterado, soltará o corante na água.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Marília Sussaio

Marília Sussaio

Nutricionista formada pela Universidade Federal do Triangulo Mineiro, pós graduada em Nutrição Clinica Funcional pelo Istitudo Vp, coach de emagrecimento pelo Nutrition Coach. Acredito em uma alimentação baseada em comida de verdade e de fácil aplicação. Tenho experiência em atendimentos em consultório e palestras e sou apaixonada por transformar vidas por meio dos alimentos. CRN3 39892