Mitos e verdades sobre celulite: calça apertada piora? Só mulher tem?

Atualizado em 11 de novembro de 2019

Por: Juliana Toma

DERMATOLOGISTA | CRM 156490

Talvez uma das condições que mais afeta a autoestima das mulheres seja a celulite, aqueles furinhos indesejáveis que a maioria da população feminina apresenta no bumbum, nas coxas e nos braços. Apesar de comum, todas querem combatê-la e, por isso, buscam tratamentos, alguns eficazes e outros nem tanto.

Mitos e verdades sobre celulite

Somente pessoas com excesso de peso têm celulite

MITO. A celulite aparece em decorrência de inflamações no tecido adiposo, o qual constitui as gorduras no corpo, mas é preciso entender que mesmo pessoas aparentemente magras possuem tecido adiposo.

Mulheres têm mais celulite do que homens

VERDADE. Estima-se que apenas 9% dos homens apresentam os furinhos, o que se sabe é que o organismo feminino tem maior tendência a acumular gorduras no quadril, barriga e coxas.

A idade piora a condição

VERDADE. Com o passar do tempo o organismo sofre alterações na produção de hormônios e de substâncias que influenciam na predisposição à celulite, isto é, diminuem a produção de colágeno, por exemplo. Isto não quer dizer que somente pessoas mais velhas desenvolvem os furinhos, mas apresentam-os de maneira agravada.

A celulite e uma condição genética

VERDADE. Apesar de ser verdade que o fator hereditário pode contribuir com a predisposição, também é preciso entender que não é somente a genética a única responsável pela celulite, podendo a pessoa desenvolvê-la mesmo sem histórico familiar.

O tipo de roupa pode causar celulite

MITO. Muitas pessoas pensam que calça apertada é a maior causadora de celulite, mas a única influência que o tipo de roupa apresenta refere-se à limitação da circulação sanguínea, que é um fator é pouco provável diante de outros mais evidentes, como dieta inadequada e sedentarismo.

Cigarro pode influenciar o aparecimento de celulite

VERDADE. As substâncias do cigarro afetam diversas funções do organismo, como a oxigenação, a circulação sanguínea e a produção de colágeno, além de promover acúmulo de gordura.

Atividade física é o principal tratamento para celulite

VERDADE. Tanto para prevenir como para combater os indesejados furinhos, praticar atividade física regularmente ajuda a diminuir a gordura e, consequentemente, as inflamações. Mas vale alertar que não basta exercitar-se, é preciso acompanhar com alimentação equilibrada.

Massagens não fazem efeito no combate à celulite

MITO. Muitas massagens são altamente eficazes na redução das inflamações, pois contribuem no descongestionamento linfático, aumentam o fluxo sanguíneo e estimulam a produção de colágeno. Além disso, nas massagens pode-se utilizar cremes com ativos apropriados. Mas, lembre-se, a massagem não faz efeito imediato, nem tampouco é eficaz se a pessoa comer mal e continuar sedentária.

Dicas para acabar com celulite

No combate à celulite, é preciso que haja mudança de hábitos, isto é, ingerir mais água, exercitar-se regularmente e ter uma alimentação equilibrada.

Com estes hábitos adotados, poderão ser feitos tratamentos com massagens e cremes, os quais serão muito bem-vindos e potencializarão o resultado. Além de promover bem-estar físico, estes hábitos também promovem o bem-estar emocional ao melhorar a autoestima.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Juliana Toma

Juliana Toma

Médica formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com residência médica em dermatologia pela UNIFESP, pós-graduação em Oncologia Cutânea pelo Hospital Sírio Libanês e Fellowship em tricologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. CRM 156490