Mitos e verdades sobre acne: espremer faz mal, pasta de dente trata e mais

Atualizado em 11 de novembro de 2019

Por: Juliana Toma

DERMATOLOGISTA | CRM 156490

Quando falamos em acne, logo pensamos na adolescência, período no qual há maior desenvolvimento de cravos e espinhas, porém a condição também pode ocorrer em outras épocas, como na idade adulta.

Por decorrer de diferentes fatores, acabamos por atribuir muitos mitos sobre a acne. Desvendaremos cada uma seguir:

Mitos e verdades sobre acne respondidos

É hereditária

VERDADE: há predisposição genética a desenvolver acne, visto que existem pessoas com tipo de pele, composição química e histórico familiar com maior chance de ter cravos e espinhas.

Chocolate faz surgir acne

MITO: não há nenhuma comprovação por meio de pesquisa científica que demonstre que o chocolate tem alguma substância capaz de promover aparecimento de cravos e espinhas. Todavia, é sempre importante ter muita atenção à alimentação de forma geral.

Clima influencia o aparecimento de acne

VERDADE: o organismo reage ao clima, ou seja, quando está muito quente suamos mais, aumentando a oleosidade da pele, o que pode influenciar no aparecimento de cravos e espinhas.

Produtos para pele influenciam a acne

VERDADE: tanto maquiagem como cremes hidratantes podem entupir os poros, de forma que a pele reage tentando expulsar os agentes indesejados e, com isso, pode-se desenvolver espinhas.

Espremer piora a acne

VERDADE: o ato de espremer cravos e espinhas faz com que seja aberta uma via entre o meio interno e o externo. Além disso, as unhas podem conter muitas impurezas, aumentando a chance de inflamação ou infecção por bactéria. Por fim, o ato pode gerar cicatrizes e marcas difíceis de serem eliminadas posteriormente.

Menstruação aumenta a incidência de acne

VERDADE: devido à alteração hormonal, a pele se torna mais suscetível a desenvolver cravos e espinhas. Outro fator causal relacionado à menstruação é a TPM, que causa mais estresse e vulnerabilidade emocional.

Lavar o rosto repetidas vezes diminui a acne

MITO: pelo contrário, lavar o rosto com muita frequência pode provocar efeito rebote, que consiste no aumento de oleosidade como reação à desidratação que a lavagem causa.

Pasta de dente ajuda a secar a acne

MITO: esse produto contém componentes com finalidades compatíveis à estrutura dos dentes, ou seja, não possui nenhuma substância utilizada no tratamento de cravos e espinhas. É contraindicado porque pode irritar mais ainda a pele e provocar manchas.

Insônia potencializa a acne

VERDADE: manter a homeostase é essencial para uma pele saudável, livre de cravos e espinhas. Nisso, inclui-se não somente o sono de qualidade, mas também a prática de atividade física, boa alimentação e ingestão de água. Durma bem e sua pele irá agradecer!

Problemas emocionais aumentam predisposição à acne

VERDADE: inúmeros estudos já demonstraram que o surgimento de problemas da pele se dá principalmente em decorrência de estresse, ansiedade, depressão, angústia, fobias, etc. É preciso cuidar da saúde mental, pois corpo e mente estão interligados.

Os textos, informações e opiniões publicadas nesse espaço são de total responsabilidade do autor. Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Ativo Saúde

Juliana Toma

Juliana Toma

Médica formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), com residência médica em dermatologia pela UNIFESP, pós-graduação em Oncologia Cutânea pelo Hospital Sírio Libanês e Fellowship em tricologia pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. CRM 156490