Sucos detox: misture os ingredientes certos para limpar o organismo

22 de novembro de 2017 ● POR Gabriela Simionato

Mix de ingredientes ricos em nutrientes, os sucos detox são uma excelente fonte de energia para quem sabe fazer o mistura correta. De quebra, tornaram-se aliados de quem está querendo perder peso.

“Os sucos detox têm sido promovidos como a solução para apagar exageros na dieta, mas eles servem para ajudar na desintoxicação do organismo, e não para emagrecer”, ensina Paula Castilho, nutricionista da Sabor Integral Consultoria em Nutrição. “O suco deve ser composto por frutas e folhas, e apesar de ter potencial para contribuir com o emagrecimento, ajuda principalmente no combate aos radicais livres — de acordo, é claro, com o antioxidante escolhido”, complementa.

O Ativo Saúde consultou especialistas para tirar todas as suas dúvidas sobre os benefícios do suco detox. Confira abaixo!

Qual a diferença entre um suco tradicional e os sucos detox?

Basicamente, os sucos detox têm em sua composição ingredientes que eliminam substâncias tóxicas do organismo. Até mesmo água quente com limão pode ser considerada um suco detox.

Segundo a nutróloga Ana Valéria Ramirez, trata-se de uma bebida que apresenta componentes que favorecem a limpeza do fígado, potencializando a eliminação de toxinas que sobrecarregam o organismo. “Ele recebe este nome pois o fígado é o órgão mais importante no processo de desintoxicação”, explica.

Um suco detox, ainda de acordo com especialistas, deve ser ingerido no máximo duas vezes ao dia e não pode substituir uma refeição.

O que posso colocar no meu suco detox?

Muita gente acredita que todo suco com coloração verde é detox. No entanto, isso está longe de ser verdade. Para ser considerado um, é preciso que ele tenha uma receita base.

“Você pode colocar o que quiser no suco, mas para ele ser detox, precisa ter base de água, água de coco ou leite de vegetais, além de folhas escuras, como couve ou espinafre. É aconselhável adicionar também alguma fruta, um vegetal e outro complemento, que pode ser linhaça, gengibre ou gergelim”, ensina Ramirez.

Para Eliéte Paganini, nutricionista da rede de centros médicos Dr.Consulta, o que é importante é que sua composição seja eficiente. “O efeito detox só funciona se o suco tiver o aporte de nutrientes que são necessários para formação de enzimas que participam do processo de detoxificação”.

Quais os efeitos dos sucos detox em nosso organismo?

Um suco detox tem efeitos positivos na hidratação, além de agir como diurético. Por isso, os benefícios vão desde a mudança no funcionamento do intestino até uma pele mais bonita. “A ingestão de líquidos é uma das maneiras mais eficientes de promover a limpeza do organismo, já que vai estimular a filtragem e absorção dos nutrientes presentes no sangue”, explica a nutróloga.

Outro benefício, segundo ela, é o aumento também da produção de urina, que é a principal forma que o organismo utiliza para eliminar as toxinas. A equação é muito simples: quanto mais líquidos são ingeridos, maior é a eficácia da desintoxicação.

Quais os riscos de uma dieta detox?

Apegar-se apenas a sucos detox como uma forma de proteger o organismo e eliminar toxinas não é uma estratégia eficiente. Os sucos devem ser complementares a uma rotina regrada de cuidados com a saúde.

Uma dieta equilibrada, contendo frutas, verduras e legumes em quantidades adequadas, evitando o consumo de qualquer tipo de alimento industrializado, ajuda a reduzir a necessidade de uma alimentação detox.

“Nós costumamos indicar a redução do consumo de açúcar, sal e de alimentos com alta quantidade de sódio, assim como manter um consumo adequado de água durante o dia”, destaca Maíra Branco Rodrigues, nutricionista encarregada da Divisão de Nutrição e Dietética do Instituto Central do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Quais ingredientes devem ter em um suco detox?

Os ingredientes dos sucos devem sempre variar. No entanto, eles também sempre devem conter algum dos ingredientes abaixo:

  • Folha: couve, espinafre, folha da beterraba, rúcula ou agrião;
  • Fruta: abacaxi, maçã, melão, maçã verde, morango ou amora;
  • Base líquida: suco de limão espremido, água ou água de coco;
  • Erva: manjericão, salsinha, hortelã, alecrim ou sálvia;
  • Termogênico: gengibre, canela ou pimenta;
  • Legumes: cenoura, beterraba ou pepino.

Como reduzir a exposição a substâncias tóxicas?

No dia a dia, algumas atitudes podem ajudar a diminuir as chances de entrarmos em contato com substâncias tóxicas para o nosso organismo. Veja abaixo:

  • Reduzir o consumo de carnes vermelhas e retirar o leite de vaca da dieta — devido a resíduos de pesticidas, micotoxinas oriundas da ração e antibióticos;
  • Evite consumir vísceras, principalmente o fígado de animais;
  • Se possível, prefira produtos orgânicos. Verifique se os produtos possuem o selo de autenticidade de que são orgânicos;
  • Evite a utilização de utensílios plásticos para acondicionar alimentos quentes, alimentos gordurosos e para aquecer os alimentos. Isso evita que os compostos químicos do plástico migrem para a comida;
  • Garrafas pet com água não devem permanecer em temperaturas elevadas, pois isso contribui para que ela seja contaminada por compostos químicos tóxicos;
  • Evite os seguintes alimentos: refrigerantes, embutidos, enlatados em geral, cafeína, frituras e lanches servidos em fast-food, condimentos prontos e doces em excesso.

Receita de suco detox

Misturar:

  • 1 fatia de abacaxi;
  • 2 centímetros de inhame;
  • 1 colher de café de gengibre;
  • 1/2 porção de banana prata verde ou maçã verde;
  • Bater com água e tomar sem coar e sem adoçar.