Maca peruana: 8 benefícios e como consumir corretamente

23 de julho de 2018 ● POR Vinícius De Vita

Raiz nativa do Peru (cuja origem inspirou o nome), a maca peruana é um tubérculo cujo formato se assemelha a um rabanete. Ela chegou ao Brasil prometendo inúmeros benefícios, como a elevação da libido e uma ajudinha a mais no emagrecimento.

A verdade é que a maca peruana é rica em inúmeros nutrientes importantíssimos para uma alimentação equilibrada.

Para que serve maca peruana?

Entenda cada um dos principais benefícios da maca peruana à saúde:

Aumenta a libido e a fertilidade

Uma das possíveis vantagens da maca peruana que mais chamou a atenção dos brasileiros quando o produto se popularizou por aqui foi o aumento da libido.

Colocar este tubérculo no prato pode ajudar a elevar a produção de sêmen e a contagem de espermatozoides, além de aumentar o desejo sexual.

Alivia as tensões do dia a dia

Da mesma forma que proporciona maior apetite sexual para quem a ingere, a maca peruana também ajuda a combater os efeitos do estresse e da ansiedade sobre a saúde mental.

Combate diabetes

Mais uma vez, o alto teor de fibras aparece como benefício da maca peruana: ele diminui a velocidade de absorção da glicose pelo organismo e equilibra a liberação de insulina no sangue, auxiliando quem sofre com diabetes.

Melhora a saúde do coração

Rica em ômega 3, a maca peruana ajuda a proteger o sistema cardiovascular e a reduzir as taxas de colesterol ruim. Além disso, os aminoácidos presentes em sua composição contribuem para reduzir a presença de gorduras no sangue e melhorar a pressão arterial.

Contribui para o tratamento da anemia

O melhor nutriente para combater a anemia ferropriva é o próprio ferro, que ajuda na produção de células vermelhas e facilita o transporte de oxigênio pelo sangue. Ele é encontrado em abundância na maca peruana, o que torna o alimento uma excelente alternativa para complementar o tratamento médico.

Fortalece o sistema imunológico

A maca peruana também é uma planta adaptógena, ou seja, que ajuda o organismo a se adaptar a condições adversas no ambiente. Essa característica proporciona mais força e resistência para os músculos, ao mesmo tempo em que atua como revigorante para o corpo como um todo.

Melhora a saúde feminina

Outro benefício da maca peruana está ligado intimamente à saúde feminina: ela ajuda a aliviar os sintomas da menopausa, regula os níveis hormonais, reduz a fadiga e sua presença considerável de cálcio também faz com que seja uma ótima opção para prevenir doenças nos ossos, em especial a osteoporose.

Maca peruana emagrece?

Metade da composição da maca peruana é de carboidrato, mas engana-se quem pensa que isso atrapalha seu potencial de emagrecimento.

A explicação é que o alimento tem quantidade de fibras elevada, a qual prolonga a sensação de saciedade e regula o funcionamento do intestino, de modo a eliminar toxinas e emagrecer.

A verdade é que ninguém pode cortar completamente o consumo de carboidratos, mesmo quem deseja perder alguns quilinhos. Mas, para perder peso, é fundamental recorrer a alimentos que sejam ricos em fibras.

Como tomar maca peruana?

 

Cápsulas de suplemento.

Fecundap stock/Shutterstock

É possível consumir a maca peruana de diversas formas, até mesmo in natura, mas o modo mais comum é em pó ou cápsulas.

Também é possível acrescentar o pó de maca peruana em bolos, bebidas, saladas de frutas e até em cremes.

Geralmente, a dose recomendada é de 400 a 1000 mg por dia, mas somente um nutricionista, nutrólogo ou profissional devidamente capacitado pode fazer a recomendação de maneira certeira, considerando as necessidades e o perfil de cada indivíduo.

Possíveis efeitos colaterais

Ainda não foram registrados efeitos colaterais graves relacionados ao consumo de maca peruana.

No entanto, é importante ficar atento para não exagerar, já que comer grandes quantidades do suplemento de maca peruana pode levar a desequilíbrios hormonais.

Contraindicações

Apesar de não haver comprovações médicas de que a maca peruana possa fazer mal a algum grupo de pessoas, a recomendação é de que mulheres grávidas e lactantes a evitem, pois ainda não há comprovação de sua segurança nestes casos.

Da mesma forma, pessoas que convivam com alguma doença hormonal também devem evitar o tubérculo por precaução, como pacientes com câncer de mama, câncer no útero, câncer de ovário e endometriose.

Onde comprar?

A maca peruana pode ser adquirida em casas de produtos naturais ou pela internet.

Preços

Geralmente, um frasco com 60 cápsulas custa de de R$16 a R$50. Já a 500 g da versão em pó custa de R$ 20 a R$ 100*.

*Preços checados em julho de 2018.