2 receitas para controlar radicais livres no organismo

Atualizado em 28 de setembro de 2018

|

Os radicais livres são um problema na vida de quem pratica atividade física. Isso porque todo exercício gera diversas reações bioquímicas que acarretam na sua produção. É um processo natural do organismo e não há como preveni-lo, mesmo porque ele também tem sua importância biológica.

No entanto, controlar radicais livres é essencial para quem é adepto dos exercícios. E, para isso, consumir alimentos ricos em antioxidantes é a melhor pedida.

Abaixo, nós damos algumas dicas de como fazer isso, e separamos ainda duas receitas ricas nesses nutrientes para você experimentar em casa. Confira!

Entendendo melhor os radicais livres

O que são?

Radicais livres são átomos ou moléculas produzidas naturalmente pelo organismo, cujos elétrons não estão pareados. Isso quer dizer que eles precisam atacar outras moléculas para roubar e equilibrar seu número de elétrons.

As moléculas que foram roubadas se tornam radicais livres, criando uma reação em cadeia que pode acarretar vários danos à saúde – como risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, câncer, envelhecimento da pele, entre outros.

Por outro lado, eles têm um papel fundamental no organismo. Os radicais livres atacam corpos estranhos, como vírus e bactérias, presentes no corpo.

Ou seja, o ideal é que haja um equilíbrio entre a produção e a neutralização dessas moléculas para que o organismo fique protegido sem ser danificado pelo estresse oxidativo.

Radicais livres nos atletas

Esportistas em geral tem a produção de radicais livres aumentada, graças a reações químicas que acontecem, involuntariamente, dentro do organismo.

É um processo inevitável. Por isso, ter controle da quantidade de moléculas desequilibradas é ainda mais importante para os corredores.

Controle de produção

Há dois tipos de antioxidantes que neutralizam os radicais livres:

  • Antioxidantes endógenos: enzimas produzidas pelo organismo que estabilizam a reatividade dessas moléculas. Apesar de não vir dos alimentos, os endógenos são dependentes de nutrientes da dieta;
  • Antioxidantes exógenos: provenientes da alimentação variada. Os principais são as vitaminas C e E, os minerais como selênio e zinco, e os compostos bioativos, como o betacaroteno, licopeno, flavonoides, antocianinas, curcumina, polifenóis.

O que comer para controlar radicais livres

Frutas variadas – como maçã, uva, amora, morango, manga e abacate –, cebola, brócolis, cacau, linhaça, tomate, berinjela, chá verde, açafrão da terra, arroz integral, entre outros alimentos.

Quanto mais variada e colorida a alimentação, composta principalmente por alimentos naturais e orgânicos, mais antioxidantes serão fornecidos ao organismo.

2 receitas ricas em antioxidantes

A nutricionista Carolina Favaron, do Meeting Brasileiro de Nutrição & Estética, preparou duas opções para ajudar o corredor a controlar a produção de radicais livres no organismo.

1. Suco antioxidante

Ingredientes

  • 1 copo de suco de uva integral orgânico;
  • 1 polpa congelada de açaí;
  • 1 fatia de abacaxi;
  • 2 lascas de gengibre.

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e consuma.

Por que ajuda?

Sucos de uva e açaí: fornecem grandes quantidades de antioxidantes. Gengibre e abacaxi: contêm compostos que anti-inflamatórios que contribuem para melhor recuperação após os treinos.

2. Salada com manga

Ingredientes

  • 2 folhas de alface roxa rasgada;
  • 2 folhas de alface americana rasgada;
  • 5 tomates cerejas cortados ao meio;
  • ½ cenoura ralada;
  • ½ manga em cubos;
  • Temperos e ervas a gosto.

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes em um recipiente e consuma.

Por que ajuda?

Todos os ingredientes contam com uma grande variedade de antioxidantes.

 

(Fonte: nutricionista Carolina Favaron, do Meeting Brasileiro de Nutrição & Estética)